REVISÃO SISTEMÁTICA: INFLUÊNCIA DAS NEUROTROFINAS NA PROGRESSÃO E METÁSTASE EM NEUROBLASTOMA.

PEIXOTO, Izabele 1; BAENA, Cristina Pellegrino 3; NASCIMENTO, Thatyanne Gradowski do 3; PINHATTI, Fernanda Brehm 3; ESPOSITO, Selene Elifio2;

Resumo

Introdução:O Neuroblatoma é o 3º tipo mais comum de câncer na faixa etária pediátrica. Sua apresentação pode variar entre remissão completa da doença e uma apresentação agressiva com metástase, resistência à quimioterapia e uma taxa de sobrevida que não passa de 40%. Essa heterogeneidade característica desse tumor fez com que, para determinação de um prognóstico, não apenas o estudo das condições clínicas dos pacientes, mas da biologia celular de cada tumor fosse chave para o estadiamento e orientação de tratamento. Nesse sentido, as neurotrofinas e seus receptores da família Trk têm se destacado como possíveis agentes da determinação das características tumorais, sendo sua expressão, determinante para metástase, regressão espontânea ou refratariedade. O papel dessas proteínas e seus receptores celulares no comportamento do Neuroblastoma é o tema central dessa revisão sistemática.

Objetivo:Têm-se como objetivo desse projeto a revisão, de maneira sistemática, do papel das neurotrofinas e receptores da família Trk na progressão tumoral e metástase em Neuroblastoma.

Metodologia:Buscas eletrônicas nas bases de dados PubMed Central (PMC), PubMed e Web of Science foram conduzidas durante o perídio de junho de 2018,envolvendo estudos in vivo, ex vivo, estudos prospectivos, estudos retrospectivos, coorte, caso controle e pré-clínico. Esses estudos foram selecionados de maneira independente por 3 revisoras de acordo com critérios de inclusão pré-definidos, gerando um grupo de artigos que seguiram para revisão e extração de dados.

Resultados:Dos 4958 estudos encontrados, 365 artigos foram selecionados para leitura na íntegra e, destes, apenas 25 preencheram critério de inclusão nesta revisão. A coleta de dados demonstrou uma grande concentração de estudos em neurotrofinas e receptores como TrkA e TrkC, com destaque para a primeira, determinando uma lacuna na investigação de outras proteínas como TrkB, p75 e BDNF, por exemplo. Além disso, notou-se que o estudo e quantificação dessas proteínas não apresenta uma metodologia bem determinada e, apesar dos estudos utilizarem técnicas bem consolidadas para análise de expressão proteica e avaliação DNA e RNA , a variabilidade dos parâmetros deve ser considerada no momento da metanálise.

Conclusões:Esse estudo é parte do programa de iniciação científica PIBIC master e está de acordo com seu cronograma determinado para o ano de 2019, seguindo, portanto em andamento, até fevereiro de 2020.

Palavras-chave:Neuroblastoma. Neurotrofinas. Progrnótico. Revisão sistemática.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador