RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE RESINAS COMPOSTAS SUBMETIDAS À ESCOVAÇÃO SIMULADA COM DENTIFRÍCIOS DE DIFERENTES ABRASIVIDADES

MARTINS, Mariana da Silva1; SOUZA, Evelise Machado de2;

Resumo

Introdução:As resinas compostas bulk-fill permitem a inserção em incremento de até 5 mm, apresentam facilidade e agilidade de uso, além de baixo estresse de contração e maior profundidade de polimerização. Entretanto, a literatura é escassa a respeito de alterações na rugosidade de superfície resultante da abrasão provocada por escovação dental nesses materiais.

Objetivo:Analisar a rugosidade de superfície de uma resina composta bulk-fill e uma resina convencional, ambas nanoparticuladas, submetidas à escovação simulada com dentifrícios de diferentes graus de abrasividade.

Metodologia:Vinte e quatro espécimes foram confeccionados com uma resina bulk fill (Filtek One Bulk Fill, 3M ESPE) e com uma convencional nanoparticulada (Filtek Z350 XT, 3 M ESPE). Para a confecção dos espécimes, foi utilizada uma matriz de teflon sobre uma placa de vidro onde as resinas compostas foram inseridas em incremento único para obtenção de espécimes com 4 mm de espessura, 5 mm de comprimento e 5 mm de largura. A fotopolimerização foi realizada por 40 segundos com uma unidade a base de LED de alta irradiância. Os espécimes de cada resina foram divididos em dois grupos (n=12) e submetidos à escovação simulada de 30 mil ciclos com dentifrícios de baixa (Colgate Total 12) e alta abrasividade (Colgate Total Whitening) em uma máquina de escovação automatizada a 37°C, utilizando escovas de cerdas macias. Os espécimes foram analisados em rugosímetro de precisão com 3 leituras em diferentes direções registrando as médias de cada espécime nos parâmetros Ra e Rz ISO. Os dados foram submetidos aos testes de Kruskall-Walis e U de Mann-Whiteney, além de Correlação de Spearman (=0,05).

Resultados:Em ambos os parâmetros Ra e Rz ISO, não foram encontradas diferenças significantes para a variável “resina” (p=0,099; p=0,536) e para “dentifrício” (p=0,208; p=0,606) e ausência de interação entre “resina x dentifrício” (p=0,123; p=0,832). Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos avaliados (p>0,05).

Conclusões:O tipo de resina composta e a abrasividade dos dentifrícios não afetou a rugosidade de superfície das resinas compostas nanoparticuladas avaliadas.

Palavras-chave:Resinas compostas. Resinas bulk fill. Dentifrício. Abrasão. Escovação dental.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador