COMPARAÇÃO DE TESTES RASTREIO NA AVALIAÇÃO DO ESTADO COGNITIVO E DA MEMÓRIA EM PACIENTES COM EPILEPSIA

PAULO, Carolina Oliveira de1; TWARDOWSCHY, Carlos Alexandre2;

Resumo

Introdução:A maioria dos epilépticos é propensa a um declínio no desempenho cognitivo em comparação com pacientes sem a doença. A epilepsia focal e generalizada pode levar a problemas de memória, linguagem e funções executivas. Distúrbios no estado cognitivo e na memória são umas das principais preocupações dos pacientes com epilepsia e, em geral, os médicos tendem a subestimar a importância dessas condições.

Objetivo:Foi no sentido de contribuir para a implementação de estratégias de rastreio de declínio cognitivo e distúrbios na memória nos pacientes com epilepsia que esta pesquisa foi desenhada.

Metodologia:Estudo transversal observacional de pacientes em acompanhamento no Ambulatório do Sistema Único de Saúde de Epilepsia do Serviço de Neurologia do Hospital Universitário Cajuru. O Mini Exame do Estado Mental (MEEM) e o Montreal Cognitive Assessment (MoCA) foram aplicados.

Resultados:Amostra final de 40 pacientes. Houve predomínio do sexo determinado ao nascimento feminino (57,5%) e grau de escolaridade fundamental incompleto (47,5%). A média de idade atual foi de 45,8 anos. Houve predomínio de acometimento de lobo extra temporal (57,5%) e lado esquerdo (52,5%). Dentre as lesões mais associadas ao foco da epilepsia estão TCE (n=9) e esclerose mesial (n=6). Predomínio de lesões estruturais (55%), crises disperceptivas (85%) e motoras (60%). 21 pacientes usavam mais de dois medicamentos para epilepsia. O resultado do MEEM foi dividido em normal (n=10) e alterado (n=30). Para esta análise foi ajustada uma curva ROC para os escores MoCA considerando-se os resultados do MEEM. A área abaixo da curva ROC foi de 0,82 com significância estatística (p = 0,001). Escores acima de 18 estão associados ao MEEM normal e escores de até 18 estão associados ao MEEM alterado. A sensibilidade deste ponto de corte foi estimada em 90% e a especificidade foi estimada em 70%. Também foi calculado quantos pacientes apresentaram MEEM normal e MoCA alterado (= 18). Dentre os 10 indivíduos com MEEM normal, 03 se enquadram com escore MoCA alterado, todos com foco epileptogênico em lobo temporal.

Conclusões:Nesse sentido, sugere-se o uso do teste MoCA para triagem e monitoramento desses declínios cognitivos, como uma alternativa mais fidedigna do que o MEEM.

Palavras-chave:Memória. Epilpsia. Mini exame do estado mental. MOCA

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador