ELABORAÇAO E VALIDAÇÃO DE UM INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

JUNIOR, Henrique Trigo de Castro1; FISCHER, Marta Luciane2;

Resumo

Introdução:O zoológico é um local propício para a realização de atividades de Educação Ambiental, uma vez que que centram projetos na transmissão de conhecimento para crianças, buscando sua sensibilização e conscientização. Partindo dessa premissa, demanda-se de um instrumento de avaliação de intervenções, hábil em acessar a incorporação e a transposição desses conhecimentos balizados pelas correntes bioéticas.

Objetivo:Aprimorar um instrumento capaz de avaliar a incorporação de valores, validá-lo e analisar os métodos mais eficientes dentro da realidade das escolas.

Metodologia:O balizamento se deu por meio de uma revisão integrativa de descritores associados ao tema. Sendo o instrumento foi desenvolvido pela equipe do grupo de pesquisa em Bioética Ambiental e validado com a aplicação em 201 crianças de escolas públicas e privadas, divididas em três grupos: intervenção no zoológico; intervenção na escola e acantonamento.

Resultados:A primeira parte do projeto relativa a revisão integrativa obteve a recuperação de 1138 artigos científicos, dos quais foram categorizados em planilhas eletrônicas, resultando nos dados dispostos na tabela 1. O teste qui-quadrado foi aplicado para os dados recuperados. A segunda etapa do projeto relativa a análise e adequação dos instrumentos previamente construídos foi finalizada considerando 57 observações dos painelistas, algumas delas dispostas no quadro 1, assim como, o resultado da aplicação do instrumento em 14 crianças do projeto “Formiguinha” do Colégio Estadual Deputado Arnaldo Faivro Busato. Após essas intervenções, o instrumento foi reduzido de 28 finais das histórias em quadrinhos. O instrumento foi capaz de enquadrar as crianças nas correntes éticas antropocêntrica, utilitarista, biocêntrica, ecocêntrica e abolicionista, sendo que não foi identificada transposição do sentimento pelos animais de zoológico para os pets.

Conclusões:Os resultados em uma coletividade corroboraram com a hipótese, sendo que as crianças não foram capazes de transpor a visão abolicionista, tidas para os animais de zoológico, para os pets. Contudo, o instrumento avaliativo foi hábil em atestar a incorporação de princípios e valores que transpassam da sensibilização a uma causa para conscientização do papel crítico e protagonista das crianças, sendo sugerido novos trabalhos que possam transferir a metodologia aqui aplicada em aplicativos de celulares, para facilitar e aumentar a aplicação.

Palavras-chave:Zoológico. Instrumento. Percepção. Corrente ética Biocêntrica. Animais de companhia.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador