SIMULADOR ORTOPÉDICO PARA REDUÇÃO INCRUENTA DE FRATURAS PEDIÁTRICAS DO ANTEBRAÇO

GAMBA, Luize Kremer1; SONI, Jamil Faissal2;

Resumo

Introdução:Existe, no cenário atual de ensino médico, uma tendência crescente do uso de modelos e simuladores para treino de habilidades operacionais, principalmente na prática de técnicas ortopédicas básicas. Essa forma de ensino tornou-se elemento indispensável aos métodos tradicionais na educação médica, pois permite que os acadêmicos maximizem as oportunidades de aprendizado apresentadas a eles no ambiente clínico e contribui para melhorar a qualidade do atendimento dos futuros paciente atendidos pelos estudantes. No entanto, a simulação realística tem como grande limitação os altos custos.

Objetivo:Desenvolver um simulador ortopédico de baixo custo para a prática de habilidades de redução incruenta do antebraço pediátrico no cenário pré-clínico.

Metodologia:Foi desenvolvido um simulador de redução incruenta de fratura em terço médio do antebraço pediátrico com orçamento, significativamente, inferior aos demais existentes na literatura. O modelo foi validado por médicos ortopedistas e residentes (em diferentes níveis de experiência) e acadêmicos de medicina. Os médicos manipularam o simulador e responderam a um questionário, desenvolvido pelos pesquisadores através da escala psicométrica de Likert, a fim de obter a opinião dos profissionais sobre a capacidade de reprodução da redução da fratura pediátrica. Todos os participantes praticaram a técnica de redução no simulador e foram avaliados através de um formulário estruturado validado, o OSATS (Objective structured assessment of technical skil).

Resultados:Foi concordado principalmente que o modelo teve um bom desempenho, no grau em que a manipulação representou a vida real. Os participantes concordaram que o modelo obteve alta pontuação na aparência, sensação da fratura e na sua capacidade para ser usado como uma ferramenta de ensino. No resultado avaliado pelo formulário validado, o simulador se mostrou capaz de nivelar os participantes através dos diferentes níveis de graduação.

Conclusões:Os resultados levam a crer que este modelo pode ser usado para ensinar a habilidade de redução incruenta de fratura em terço médio do antebraço pediátrico para acadêmicos de medicina.

Palavras-chave:Simulador ortopédico. Fratura pediátrica. Redução incruenta.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador