PRÁTICA DE ESPORTE NO DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES SOCIAIS EM ADOLESCENTES

SILVA, Mirele Faria1; AOKI, Tatiany Honorio Porto2;

Resumo

Introdução:O esporte em suas diversas formas de expressão pode proporcionar benefícios não só físicos, como também cognitivos, psicológicos e sociais. A adolescência que se caracteriza como um período do desenvolvimento humano, promove muitas transformações e demanda que o indivíduo apresente determinado desenvolvimento para que possa se adequar na vida em sociedade, de forma a emitir comportamentos competentes socialmente, e neste contexto o esporte, por meio de suas características benéficas, pode constituir uma fonte satisfatória para auxiliar o desenvolvimento de habilidades sociais em adolescentes.

Objetivo:O principal objetivo desta pesquisa é investigar se a prática do esporte pode ajudar a socialização de adolescentes estudantes do Ensino Médio. Os objetivos específicos são: observar a relação existente entre esporte e socialização; investigar a socialização existente entre os adolescentes estudantes do Ensino Médio que praticam jiu-jitsu; realizar uma comparação entre a socialização apresentada pelos adolescentes antes e após seis meses que começaram a praticar jiu-jitsu; e analisar a socialização desenvolvida pelos adolescentes durante o período da pesquisa, possibilitada devido a prática de jiu-jitsu

Metodologia:O estudo foi realizado por meio de uma ampla revisão bibliográfica seguida de uma pesquisa de campo efetuada com sete estudantes do Ensino Médio, com idade entre 15 e 18 anos, que iniciaram a pratica de jiu-jitsu no contra turno escolar, em um projeto disponibilizado pela instituição de ensino em que foi desenvolvida a pesquisa, na cidade de Pinhais – PR. Os dados foram coletados em dois momentos, no início da prática esportiva e após seis meses de treino. Os adolescentes responderam o Inventário de Habilidades Sociais (IHS) e seu treino foi observado e filmado, tendo como foco os comportamentos emitidos de: interação e relacionamento interpessoal; trabalho em equipe; gestos de agressividade e violência; e companheirismo e cooperação, posteriormente os resultados foram analisados de forma comparativa entre os dados obtidos no começo da prática e após seis meses.

Resultados:Para o IHS após realizar comparação das duas coletas obteve-se que o score total e os fatores autoafirmação na expressão de sentimento positivo; e conversação e desenvoltura social apresentaram redução nos resultados e ficaram abaixo da mediana, enquanto o fator enfrentamento e autoafirmação com risco não demonstrou alterações e permaneceu abaixo da mediana, e os fatores que aumentaram e ficaram acima da mediana foram auto exposição a desconhecidos e situações novas; e autocontrole da agressividade. Os resultados da observação do treino apresentam aumento significativo nas categorias de interação e relacionamento interpessoal; trabalho em equipe; e companheirismo e cooperação, enquanto que gestos de agressividade e violência não houve nenhum comportamento observado.

Conclusões:Os dados indicam que a prática de jiu-jitsu em seis meses pode auxiliar o aprimoramento de algumas habilidades sociais e não denotar uma contribuição muito significativa em outros aspectos das habilidades sociais. Portanto, de acordo com este estudo, deve-se ter cautela ao realizar generalizações a respeito dos benefícios do esporte em relação ao desenvolvimento das habilidades sociais de modo amplo.

Palavras-chave: Habilidades sociais. Adolescentes. Esporte. Jiu jitsu.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador