PERCEPÇÃO VISUAL DA COLORAÇÃO GENGIVAL PORMEIO DO RASTREAMENTO DO OLHAR

OLIVEIRA, Pedro Emanoel da Silva1; MIYOSHI, Caio Seiti 3; GASPARELLO, Gil Guilherme 3; BORDIN, Rafael Wolanski 3; BUENO, Paulo Henrique 3; GUIMARÃES, Lara Karolina 3; BASTOS, Susiane Queiroz 3; MEIRA, Thiago Martins2;

Resumo

Introdução:A estética gengival pode impactar na estética do sorriso. Principalmente no Brasil, onde há grande miscigenação de raças, a coloração gengival pode variar muito entre indivíduos e, até o momento, poucos trabalhos foram desenvolvidos para verificar a influência da cor da gengiva na estética do sorriso.

Objetivo:Avaliar a percepção visual estética da coloração gengival visto por leigos através do rastreamento do olhar.

Metodologia:Foram obtidas fotografias da face de modelos masculinos e femininos, e inserido de forma digital sorriso com padrão oclusal regular (estético) e com maloclusão (antiestético). Dessa forma, foram utilizadas 4 imagens sorrindo, sendo 2 do sexo masculino e 2 do sexo feminino. Todas as imagens foram editadas com o padrão de coloração gengival mais escuro (seguindo a escala padrão), utilizando o software Photoshop CS5. Sessenta participantes foram selecionados para observar as imagens, sendo utilizado o hardware TheEyeTribe e o software OGAMA, para a coleta dos dados referente ao rastreamento do olhar. A partir das observações dos participantes, os resultados foram avaliados de forma qualitativa com o mapa de calor e mapa dos pontos de fixação do olhar (dotz).

Resultados:Os resultados do rastreamento do olhar mostraram que o padrão de coloração gengival escura não chamou atenção de indivíduos leigos independente da presença de sorriso estético e antiestético. Observou-se que os participantes tiveram atenção aumentada para a área do sorriso quando associada com maloclusão (sorriso antiestético) em comparação ao sorriso com padrão oclusal regular (estético). A percepção da coloração gengival parece não ter sido influenciada pelas alterações no padrão estético dos dentes, como mostram os poucos pontos de fixação do olhar em região de gengiva nas imagens avaliadas, mostrando que a estética branca dos dentes prevaleceu na análise dos observadores.

Conclusões:A coloração gengival teve pouca influência na percepção estética da face quando analisada por leigos,o fator que mais chamou atenção foi a região de estética branca, quando associada à maloclusão.

Palavras-chave:Gengiva. Estética. Sorriso. Rastreamento do olhar

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador