PROJETO DE PROCESSO DE SERVIÇO HOSPITALAR: LEVANTAMENTO E ANÁLISE DE DADOS

YASUE, JULIANE EMY 1; BITENCOURT, Rosimeire Sedrez 2;

Resumo

Introdução:Na Engenharia de Produção, existem vários métodos que podem contribuir com a melhoria de processos, como a Ergonomia e o Lean. A Ergonomia é definida como a ciência relacionada ao entendimento das relações humanas e processos, visando otimizar o bem-estar humano e o desempenho geral do sistema. Essa ciência está dividida em três domínios: física, cognitiva e organizacional, tendo a última um enfoque no ser humano, no ambiente, na máquina e no processo de trabalho. Buscando contribuir com a eficiência do sistema, a macroergonomia, uma abordagem da ergonomia organizacional, consiste na otimização das estruturas políticas, organizacionais e de processos. A importância da Ergonomia é reconhecida pela implementação obrigatória da NR-17, que tem a finalidade de evitar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Por outro lado, o Lean tem o intuito de eliminar todo processo que não agrega valor à produção. Na área da saúde, o Lean Healthcare é caracterizado como uma forma de pensamento enxuto que contribui para minimizar riscos de acidentes, diminuir custos e aumentar a qualidade no atendimento com segurança e conforto aos pacientes, sendo, deste modo, complementar à visão da Ergonomia.

Objetivo:Este projeto visa aplicar métodos da área da Engenharia de Produção à área da saúde, elaborando, dessa forma, propostas para a gestão visual do pronto socorro e os atendimentos do serviço social, que apresentem melhorias em relação ao processo anterior, estudando e analisando as características dos trabalhadores e da estrutura de trabalho, utilizando os métodos Lean Healthcare e macroergonomia.

Metodologia:Como procedimento metodológico foram definidas cinco fases, são elas: i) Revisão da literatura; ii) Definição dos estabelecimentos/setores de estudo de caso; iii) Coleta e análise de dados; e iv) Tabulação e discussão dos resultados.

Resultados:Como revisão bibliográfica, destacou-se ferramentas da macroergonomia e Lean Healthcare utilizadas na pesquisa, como a AMT, o Kanban e o MFV. Utilizou-se os métodos Lean Healthcare e macroergonomia nos setores de pronto socorro e serviço social, respectivamente. Para o pronto socorro, a abordagem Lean Healthcare buscou melhorar o TMP de pacientes com a implantação de um quadro Kanban, alcançando os objetivos estabelecidos e obtendo melhoria de 53%. Já para o serviço social, realizou-se o levantamento inicial da AMT por meio da aplicação de questionários e tabulação dos dados. Inferiu-se, assim, que na percepção dos funcionários, os aspectos biomecânicos são os piores índices de satisfação.

Conclusões:Contribuiu-se para o gerenciamento de leitos no pronto socorro, que apresentou, como mostram as validações, melhorias em relação ao processo anterior. Contudo, as melhorias no outro setor estudado, o de serviço social, não foram implantadas, já que o projeto chegou apenas no estágio de análise do processo de trabalho pelo levantamento inicial. Sendo assim, sugere-se a continuação do projeto no serviço social para, posteriormente, inverter as abordagens, aplicando o Lean Healthcare no setor do serviço social e a macroergonomia no setor de pronto socorro. Dessa forma, acredita-se que poder-se-á fazer uma complementação entre os dois métodos e obter melhorias provenientes de ambos.

Palavras-chave: Macroergonomia. Lean Healthcare. Ergonomia. Engenharia de Produção.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador