EVOLUÇÃO DA NARRATIVA TRANSMÍDIA NO JORNALISMO BRASILEIRO: ANÁLISE DE CONTEÚDO DO PORTAL FOLHA DE SÃO PAULO

SOUZA, Talita dos Santos de1; MANASSES, Miguel Angelo2;

Resumo

Introdução:A inovação deixou de se configurar como diferencial para se tornar uma necessidade no contexto informativo digital no qual a prática jornalística se insere atualmente, caracterizado pela multimidialidade e interatividade proporcionada aos consumidores de conteúdo. A narrativa transmídia, ou seja, a informação distribuída em diferentes plataformas possibilitando seu consumo isolado ou complementar, surge como resposta à essas necessidades. No cenário jornalístico brasileiro, o jornal Folha de São Paulo se destaca por sua adaptação ao ambiente online que pode ser demonstrada em dois projetos com propostas inovadoras: a série de grandes reportagens “Tudo Sobre” e o desenvolvimento de produtos audiovisuais no programa “TV Folha”.

Objetivo:O desenvolvimento deste trabalho teve como objetivo principal analisar a evolução da narrativa transmídia no jornalismo brasileiro a partir de uma retomada histórica de práticas (reportagens) feitas pelo jornal Folha de São Paulo. Como objetivo secundário, propôs-se identificar tendências para modelos de produção análogos ao do veículo.

Metodologia:Para responder às proposições estabelecidas, fez-se uso de pesquisa bibliográfica, de forma a fundamentar a discussão teórica incialmente desenvolvida, e da análise de conteúdo, aplicada ao estudo das reportagens “Crise da Água” e “Desmatamento Zero”. Buscou-se entender como o conteúdo de ambas as publicações foi distribuído nos elementos escolhidos, na tentativa de enquadrar tais produções no conceito de transmídia. A coleta das informações gerou dados qualitativos e quantitativos explorados à luz de critérios que determinam o enquadramento de produções transmidiáticas.

Resultados:A análise de conteúdo desenvolvida na pesquisa resultou na correspondência dos elementos das reportagens (que variam entre texto, imagens, gráficos, infpgráficos e vídeos) com conceitos de interatividade, hipertextualidade, multimedialidade integrada e contextualização. Assim, as produções puderam ser enquadradas como transmidiáticas. Uma ressalva pode ser aplicada à interatividade proporcionada por elas, que acontece de forma restrita. Para além dessa compreensão, pode-se identificar tendências a esse desenvolvimento de conteúdo de modo a aprimorar suas características.

Conclusões:Além de cumprir seu objetivo principal e secundário – resumidamente, analisar a evolução da narrativa transmídia e identificar tendências aplicadas à ela– o estudo desenvolvido forneceu insights para jornalistas e/ou produtores de conteúdo que pretendem empreender projetos enquadrados nas mesmas ou em características similares aos produtos da Folha de São Paulo.

Palavras-chave: Transmídia. Narrativa. Produção. Reportagem. Folha de São Paulo.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador