ANÁLISE DE TENSÕES E DESLOCAMENTO EM ELEMENTOS FISSURADOS DE CONCRETO ARMADO

CARVALHO, Gabriela Gempka1; MARCONCIN, Liliane do Rocio2;

Resumo

Introdução:A fissura é um tipo de manifestação patológica assídua na construção e, atinge tanto a funcionalidade de uma obra quanto sua estética, o que cria o interesse em avaliar e estudar seu tratamento. Admite-se que a fissuração começa a partir do momento em que a resistência à tração do concreto é atingida, ou seja, a tensão máxima é ultrapassada.

Objetivo:Neste contexto, este trabalho tem por objetivo analisar a abertura de fissuras em vigas de concreto armado, considerando as tensões, deformações e deslocamentos.

Metodologia:A análise é feita com dados reais, obtidos por meio de visitas a obras e preenchimento de um formulário. Inicialmente o cálculo de abertura de fissura é realizado seguindo um roteiro baseado nas recomendações na NBR 6118 e os resultados são comparados com os valores máximos de abertura estipulados pela norma. Em seguida, utiliza-se o software Ansys para fazer a simulação numérica das vigas. Do software são coletados os valores de deslocamentos, tensões e deformações das vigas modeladas. Por fim, os deslocamentos são calculados utilizando-se o método da Rigidez, e os valores comparados com os resultados da simulação numérica.

Resultados:Os resultados obtidos para abertura de fissuras, de acordo com as recomendações da NBR 6118, foram satisfatórios quando comparados aos valores reais e estão dentro dos limites impostos pela norma. Pelo método da Rigidez foi possível chegar a valores de deslocamento nos elementos, porém o método não leva em conta as fissuras. Quando simulada cada viga, obtiveram-se valores bem próximos dos valores calculados, porém os valores da simulação foram maiores, devido ao fato de que, quando fissurada, a viga perde sua rigidez, fazendo com que os deslocamentos sejam maiores. Tanto na simulação quanto no método da rigidez, os resultados obtidos estão de acordo com os limites definidos pela NBR 6118. Com os deslocamentos definidos na simulação, foi possível verificar as tensões, pelo critério de Von Misses, e como elas se comportam conforme a viga se deforma. Nota-se que quanto maior a deformação, maior é a tensão.

Conclusões:Após toda a análise, conclui-se que é indispensável o estudo de abertura de fissuras nas vigas, devido ao fato que influenciam tanto no custo, quanto no tempo de vida da estrutura. A relação de tal patologia com os deslocamentos e as tensões sofridas no decorrer dos anos também é imprescindível para entender o funcionamento da estrutura e prever seu comportamento, tomando providências necessárias quando os limites definidos por norma forem ultrapassados.

Palavras-chave: Fissuras. Deslocamento em vigas. Concreto armado. Tensões.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador