EFEITO INDIRETO DE NEUTRÓFILOS ATIVADOS POR BJCUL NA MIGRAÇÃO DE CÉLULAS DE NEUROBLASTOMA

RODRIGUES, Bruna Santos1; GOETTEN, Jéssica Ohana Lemes Carneiro 3; ESPOSITO, Selene Elifio2;

Resumo

Introdução:O Neuroblastoma (NB) é um tumor pediátrico derivado de células precursoras do sistema nervoso simpático, com 50% dos casos sendo considerados agressivos e com alta taxa de recidiva, refratários aos tratamentos convencionais. Nesse cenário, a apresentação de terapias alternativas é uma maneira de potencializar o tratamento já disponível. Componentes do sistema imunológico estão envolvidos em metástase tumoral, abrigando atividades imunossupressoras, bem como pró-tumorais, que promovem a sobrevivência, invasão e disseminação de células malignas. BJcuL é uma lectina obtida do veneno bruto da serpente Bothrops jararacussu que já mostrou ter ações imunogênicas e anticarcinogênicas.

Objetivo:O presente trabalho teve como principal objetivo avaliar o efeito do meio condicionado de neutrófilos tratados com BJcuL na viabilidade e poder de migração de células de neuroblastoma in vitro.

Metodologia:Neutrófilos isolados do sangue periférico foram estimulados com BJcuL (2,5 µg/ml) e fMLP (10µM) por 1 h ou 24 h. O sobrenadante dessa cultura celular foi coletado e processado, sendo então transferido para uma cultura de neuroblastos, que foram então avaliados quanto à viabilidade, pelo teste do azul de metileno e migração por Scratch Wound Healing, na qual foi realizada raspagem mecânica na monocamada. A migração celular foi então observada por microscopia de luz por 2 dias.

Resultados:Com o resultado foi mostrado que BJcuL não causou redução na viabilidade celular em SK-N-SH durante os períodos de incubação de 1 h ou 24 h, no entanto, reduziu a migração das células de neuroblastoma quando usados os meio condicionados de BJcuL 1 h e 24 h. Com meio condicionado de BJcuL 24 h, as células de neuroblastoma apresentaram redução significativa da capacidade migratória (p= 0,0001). O meio condicionado de BJcuL 1 h reduziu a migração dos neuroblastos (p=0,0001).

Conclusões:Os resultados obtidos demostram que BJcuL tem o potencial de reduzir a migração de células de neuroblastoma mediada pela ativação de neutrófilos, evidenciando que essa lectina pode ser um potencial imunoterápico, entretanto, são necessários estudos que descrevam os mecanismos envolvidos na capacidade migratória gerada quando há ativação de neutrófilos por BJcuL.

Palavras-chave:Tumor pediátrico;. Invasão e metástase;. Lectina tipo-C;. Imunoterapia

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador