CONTROLE DA DEPRESSÃO ATRAVÉS DA PRÁTICA DE MINDFULNESS EM UMA UNIDADE DE SAÚDE DE CURITIBA

CARVALHO, Lualy Gabriele Toralles Fiuza de1; KAESTNER, Tatiana Lorena da Luz2;

Resumo

Introdução:A depressão é uma doença muito comum atualmente, com previsão de ser a doença mais frequente do mundo em 2030. Uma distúrbio de carácter crônico e recidivante, sendo incapacitante devido aos seus sintomas de melancolia, tristeza, e culpabilização, podendo chegar ao suicídio em casos graves. Atualmente o tratamento é baseado principalmente em medicamentos anti depressivos e terapia cognitivo-comportamental (TCC), no entanto, sabe-se que menos da metade dos pacientes diagnosticados recebem tratamento adequado. Por isso, tem-se estudado formas integrativas, que possam ajudar no controle da doença depressiva, entre elas o Mindfulness Baseado na Terapia Cognitiva (MBCT), um tipo de TCC, que desde 2004 já tem sido recomendado mundialmente para o tratamento da depressão. Ele visa práticas semanais meditativas, através de exercícios focadas no controle da mente e do corpo, para diminuição de sintomas e de recaídas depressivas.

Objetivo:Analisar a correlação entre as práticas meditativas e a diminuição de sintomas depressivos em pacientes da unidade básica de saúde do Pilarzinho.

Metodologia:Foi realizada por cinco semanas, com uma duração de duas horas semanais, a prática do mindfulness, e também aplicado um questionário baseado na escala de Beck II na primeira e na última semana, para analisar se houve diminuição dos sintomas depressivos no fim da pesquisa. Os dados obtidos foram tabulados e foi realizada análise estatística com o software Stata V 2.0.

Resultados:Dez pacientes participaram do estudo, sendo que no final das cinco semanas, houve desistência de metade. Percebeu-se que dos cinco pacientes que chegaram ao final da pesquisa, três deles tinham sintomas depressivos no início da meditação, e no final das cinco semanas tiveram diminuição na pontuação da escala de Beck II. Os outros dois, não tinham sintomas depressivos no inicio do projeto e continuaram com a mesma pontuação no final do projeto.

Conclusões:O mindfulness demonstrou ser efetivo como terapia integrativa para a redução de sintomas depressivos no contexto na atenção primária a saúde.

Palavras-chave:Mindfulness. Mindfulness Baseado na Terapia Cognitiva. Depressão. Práticas Integrativas

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador