EFEITOS DA SUPLEMENTAÇÃO MINERAL E DE GORDURA PROTEGIDA NA TAXA DE PRENHEZ PÓS INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO (IATF) EM VACAS MULTÍPARAS BOS TAURUS INDICUS

RAMOS, Isabella Sellmer1; KOZICKI, Luiz Ernandes2;

Resumo

Introdução:A técnica de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) proporciona maior rentabilidade econômica e incrementa a eficiência reprodutiva a` propriedade. Contudo, a IATF ainda expõe alguns fatores que pode-se denominar de limitantes, os quais implicam em seu insucesso. Um dos fatores limitantes a` esta técnica é a nutrição, sendo que as necessidades energética e lipídica são essenciais para manutenção das funções ovarianas, uterinas e endócrinas.

Objetivo:O objetivo do presente estudo foi o de comparar os efeitos de um sal mineral destinado a` reprodução animal sem gordura protegida, e outro sal mineral com gordura protegida dotado de ácidos graxos poliinsaturados n-6 no formato de sal de cálcio, sobre as taxa de prenhez de fêmeas Bos taurus indicus.

Metodologia:Foram coletados dados da fazendas destinadas a fins comerciais, num montante de 1679 vacas, as quais foram submetidas a protocolo sanitário-profilático e posteriormente a protocolos para a IATF, durante a estação reprodutiva de 2017/18 e 2018/19. Os animais haviam sido submetidos a` protocolo de IATF 10 dias após o início da suplementação mineral (d- 10), os quais foram divididos em dois grupos: Grupo mineral sem gordura protegida (GMSGP; n = 816) e Grupo mineral com gordura protegida (GMCGP; n = 863), sendo ambos os grupos submetidos ao seguinte protocolo com vistas a` IATF: d0 (P4+BE), d8 (-P4+PG+eCG+CE), d10 (IATF), d40 (DG). No d50 a suplementação mineral foi retirada.

Resultados:Após os diagnósticos de gestação (DG) executados por exames de ultrassonografia foram obtidas as taxas de prenhez (TP): GMSGP (TP = 50,00 %) e GMCGP (TP = 55,74 %). Foi aplicado o teste do Qui-quadrado para as diferenças de TP. Comparando-se ambas as TP, o valor de P=0,0170, demonstrou significância em relação ao aumento da taxa de prenhez acarretado pela suplementação lipídica em GMCGP.

Conclusões:Concluiu-se que a suplementação de ácidos graxos poliinsaturados n-6 no sal mineral, antes, durante e após a IATF, resultou em incremento dos indicadores da eficiência reprodutiva de vacas Bos taurus indicus. Seu emprego é recomendado aos animais com as características expostas.

Palavras-chave:IATF. Gordura protegida. Suplementação lipídica.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador