CIDADES CRIATIVAS E ECOSSOCIECONOMA: INTENSIDADE DAS DISCUSSÕES EM CIDADES BRASILEIRAS

PROCOPIUCK, Ana Paula Vaz1; PROCOPIUCK, Mario2;

Resumo

Introdução:A economia criativa abrange um conjunto atividades econômicas dependentes da criatividade aplicada em serviços e produtos criados por profissionais da classe criativa. Os efeitos dessas atividades perpassam naturalmente pelos interesses das cidades, em especial, quando se trata de avançar para o desenvolvimento sustentável a partir de políticas públicas.

Objetivo:Avaliar na internet o comportamento de discussões na internet sobre o comportamento das discussões mundiais sobre políticas públicas relacionadas à economia criativa, às indústrias criativas, à ecossocioeconomia e às cidades criativas. Os objetivos específicos são: (i) realizar levantamento de dados na internet, utilizando domínios de topo de estados e cidades brasileiras; (ii) com base nos dados coletados, elaborar mapas temáticos; (ii) identificar e descrever as experiências que se sobressaírem como mais importantes sobre a temática cidades criativas; e (iii) analisar de maneira contextualizada dados quantitativos e informações qualitativas para explicitar cenários e delinear perspectivas sobre políticas públicas associadas aos temas economia criativa, indústrias criativas e cidades criativas.

Metodologia:A coleta de dados na internet foi realizado com base em pesquisas elaborada com base no domínio de topo (country-code top-level domains ou ccTLD) de cada portal de governo estadual brasileiro e da prefeitura da sua respectiva capital. Foram utilizados os seguintes termos para a coleta mensal de dados: “cidades criativas”, “economia criativa”, “indústrias criativas” e “classes criativas”. Além disso, houve a busca de documentos nos websites que se mostraram mais relevantes em cada uma das coletas mensais de dados.

Resultados:(i) elaboração de mapas temáticos sobre as temáticas investigadas; (ii) identificação e descrição de experiências importantes sobre criatividade aplicada para cidades, indústrias e economia; (iii) delineamento do cenário geral da economia criativa brasileira.

Conclusões:As discussões sobre a criatividade aplicada para a concepção de produtos e serviços como bases para novas perspectivas de desenvolvimento sustentável assumem intensidade considerável no contexto brasileiro e estão associadas ao desenvolvimento de políticas públicas envolvendo iniciativas privadas e do terceiro setor em diferentes cidades e regiões.

Palavras-chave:Economia criativa. Indústria criativa. Classes criativas. Cidades criativas. Políticas públicas.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador