ETAPA INICIAL PARA ESTRUTURAÇÃO DE ARQUÉTIPOS: CONFIRMAÇÃO DE INDICADORES DE DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM E MAPEAMENTO NO REPOSITÓRIO OPENEHR.

RAMOS, Angélica Arps de1; CUBAS, Marcia Regina 3; GOMES, Denilsen Carvalho2;

Resumo

Introdução:No Brasil, o Ministério da Saúde adotou o modelo de referência openEHR para a definição de Registro Eletrônico em Saúde (RES), incluindo os arquétipos. Estes são eficazes no desenvolvimento de prontuários eletrônicos interoperáveis, possibilitando a representação semântica de informações e dados clínicos. Podem ser utilizados para a estruturação de Regras de Suporte à Decisão (RSD), as quais poderão fornecer apoio ao raciocínio clínico do profissional para ancorar a tomada de decisão e a Sistematização da Assistência de Enfermagem. Consequentemente a assistência será mais segura e efetiva. Entre as clientelas que necessitam de tal, encontram-se as pessoas com estomias de eliminação intestinal.

Objetivo:Analisar os dados da confirmação de pertinência dos indicadores e condições relacionadas dos diagnósticos de enfermagem, identificados na literatura; mapear os indicadores e condições relacionadas, identificados na literatura, com os arquétipos do repositório openEHR.

Metodologia:A confirmação de pertinência de indicadores e condições relacionadas foi realizada com especialistas, por meio de um instrumento de coleta elaborado no software Qualtrics Research Suite, composto por 373 indicadores e condições relacionadas de diagnósticos de enfermagem direcionados ao autocuidado da pessoa com estomia de eliminação intestinal. O recrutamento de especialistas foi realizado por amostragem intencional e técnica bola de neve. A primeira ocorreu por meio da busca avançada de currículos na Plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e na página de membros da Associação Brasileira de Estomaterapia (SOBEST). Os critérios utilizados para inclusão de especialistas foram adaptados dos critérios utilizados por Silva e Gorini (2012), conforme processo de validação recomendado Fehring (1987). O questionário de coleta foi enviado para 69 especialistas que pontuaram oito ou mais. A avaliação das respostas dos especialistas ocorreu por meio do Índice de Validade de Conteúdo (IVC). Foram excluídos os indicadores com pertinência inferior a 0,80. Após a confirmação de pertinência, foi realizado um mapeamento dos arquétipos disponíveis no repositório openEHR para verificar quais modelos podem ser reutilizados para representar o conteúdo proposto.

Resultados:Um quantitativo de nove especialistas respondeu a pesquisa (13,04%). Dos 373 indicadores e condições relacionadas do questionário, 349 foram confirmados (93,56%) e 24 não confirmados (6,43%). Com relação ao mapeamento no repositório openEHR, os arquétipos Problem/Diagnosis (problema/diagnóstico) e Story (história) são modelos que possivelmente poderão ser reutilizados.

Conclusões:Existem dificuldades no que diz respeito ao retorno de respostas de especialistas. Os indicadores e condições relacionadas confirmadas pelos especialistas favorecem a identificação de fenômenos de enfermagem, relacionados ao autocuidado da pessoa com estomia de eliminação intestinal, apoiando a tomada de decisão do enfermeiro e a sistematização da assistência de enfermagem. O mapeamento no repositório openEHR para verificar quais arquétipos podem ser reutilizados é complexo e exige avaliação minuciosa.

Palavras-chave:Arquétipos. openEHR. Diagnóstico de Enfermagem. Estomia

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador