ERGONOMIA APLICADA NO DISPOSITIVO DE APOIO PROTÉTICO

MOGGIO, IAN HUDSON 1; GRDEN, Rodolfo Tadeu 3; BOTELHO, Marcelo de Moraes 3; FREITAS, Wellignton Moura 3; POTERIKO, Geane Aparecida 3; OKUMURA, Maria Lucia Miyake 2;

Resumo

Introdução:As maiores empresas têm como principais vantagens competitivas no mercado as ferramentas projetuais e de planejamento. Uma delas é o Processo de Desenvolvimento de Produto Integrado (PDIP), o qual compreende uma fração destinada ao estudo de Ergonomia do produto, buscando investigar as interações entre pessoas e outros elementos de um determinado sistema, a fim de otimizar o bem-estar humano, analisando as especificidades do usuário para convertê-las em requisitos de projeto. Dito isso, o PDIP pode ser aplicado no desenvolvimento de produtos e serviços de tecnologia assistiva, o qual contribui para a ampliação das habilidades funcionais da Pessoa com Deficiência.

Objetivo:O objetivo principal é apresentar um Processo de Desenvolvimento Integrado de Produto orientado para tecnologia assistiva, aplicando ferramentas de Ergonomia do Produto e Design Universal. Trata-se de um dispositivo funcional de apoio protético para pessoas com deficiência física de membros superiores – amputação transumeral bilateral. Para isso foram traçadas as metas específicas de conhecer o mercado de tecnologia assistiva, seus usuários e suas especificidades.

Metodologia:O estudo baseou-se na revisão bibliográfica, na análise observacional em pesquisa de campo e na coleta de dados do sistema sociotécnico dos usuários de dispositivos protéticos. Análise de dados e participação na elaboração do processo de desenvolvimento de dispositivo protético.

Resultados:Foi possível analisar as habilidades da pessoa com deficiência. Além disso, com base na investigação do modelo sociotécnico, as especificidades dos usuários também foram encontradas e aplicadas como requisitos de produto a fim de realizar a prototipagem rápida em ambiente CAD para a impressão 3D.

Conclusões:As ferramentas de ergonomia tiveram aplicabilidade prática dentro do Processo de Desenvolvimento Integrado de Produto, já que foi possível investigar dentro do dispositivo as especificidades dos usuários e aplicá-las posteriormente no projeto do dispositivo protético. Vale ressaltar que esse estudo foi aprofundado, a partir do cruzamento das informações obtidas. O protótipo do dispositivo protético orientado para tecnologia assistiva foi encaminhado para processo de patente.

Palavras-chave: Ergonomia. Tecnologia Assistiva. Dispositivo protético. Processo de Desenvolvimento Integrado de Produto. Pessoa com deficiência física do membro superior.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador