ESTUDO COMPARATIVO ENTRE OS MÉTODOS DE ECOCARDIOGRAMA E VETOCARDIOGRAMA PARA DETERMINAR PROGNÓSTICO EM PACIENTE APÓS INFARTO DE VENTRÍCUO DIREITO

HAYASHI, Caio Yutaka 1; SILVA, Francisco Maia da 2;

Resumo

Introdução:As doenças cardiovasculares correspondem à principal causa de morte em países desenvolvidos e em desenvolvimento, sendo o infarto agudo do miocárdio a principal manifestação da doença coronariana aguda. O infarto de ventrículo direito, porém, é subdiagnosticado na maioria dos casos de infarto. É uma doença de importantes repercussões hemodinâmicas e por esse mesmo motivo a detecção precoce do infarto de ventrículo direito é essencial para se chegar a um desfecho clínico mais favorável, visto que a alta morbimortalidade imediata exige um tratamento diferenciado em relação ao infarto de ventrículo esquerdo. O uso de exames simples como o eletrocardiograma, ecocardiograma e vetocardiograma são importantes para o diagnóstico de infarto de ventrículo direito. Associados com a clínica, fazendo o diagnóstico precoce do evento, podemos ter um prognóstico mais favorável.

Objetivo:O que motivou o presente estudo foi a inexistência de estudos prévios estabelecendo uma relação entre achados ecocardiográficos e vetocardiográficos para definir prognóstico em pacientes com infarto de ventrículo direito. O presente estudo tem como objetivo correlacionar achados clínicos e comparar o exame do ecocardiograma com o vetocardiograma em pacientes do hospital Santa Casa de Curitiba.

Metodologia:Trata-se se um estudo observacional transversal prospectivo, o qual estimou a coleta de cerca de 40 vítimas de infarto agudo de miocárdio de parede inferior e de ventrículo direito. Do estudo foram excluídos pacientes com menos de 18 anos de idade. A pesquisa ocorreu 48h após o atendimento emergencial do evento isquêmico, em que era realizado o exame do vetocardiograma e o preenchimento do TCLE aprovado pelo CEP.

Resultados:O presente estudo contemplou uma amostra de 5 pacientes, os quais demostraram todos alterações isquêmicas em seus exames de vetocardiograma

Conclusões:Com uma pequena amostra optou-se por uma revisão de literatura, escolhendo alguns pacientes como exemplos com alterações isquêmicas. Acredita-se, porém, que o presente estudo pode ser de utilidade como um projeto piloto para embasar uma futura pesquisa com uma amostra maior e mais significativa.

Palavras-chave: Iniciação científica. Resumo. PUCPR. Infarto de ventrículo direito. Vetocardiograma

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador