AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO BOTÂNICA DO CAPIM VAQUERO (CYNODON DACTYLON) SUBMETIDO A DIFERENTES FONTES DE NITROGÊNIO

FERREIRA, Kelly Caroline1; CORREA, Dayara Hoc 3; AGOPIAN, Gabriel Zolino 3; DUARTE, Sarah 3; WAGNER, Bruna Marcela 3; FUKUMOTO, Nelson Massaru2;

Resumo

Introdução:A região Oeste do Paraná caracteriza-se como uma intensa cadeia produtiva de suínos e bovinos leiteiros. Devido essa produção, grande quantidade de resíduos são produzidos com potencial para danos ambientais. Assim, como alternativa nota-se que esses resíduos podem ser utilizados como fontes de adubação em pastagens, principalmente nas propriedades que possuem consórcios de duas ou mais atividades relacionadas ao agronegócio.

Objetivo:O experimento teve como objetivo avaliar a produção de forragem e a composição botânica da pastagem de capim Vaquero (Cynodon dactylon cv. Vaquero) submetida a diferentes fontes de nitrogênio.

Metodologia:O experimento foi realizado na Unidade Experimental da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR – Campus Toledo no período de outubro de 2018 á maio de 2019. Foi realizado a coleta de amostras do solo a 20 cm de profundidade. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com três tratamentos (sulfato de amônio, dejeto de suínos e cama de bovinos do sistema Compost Barn) e quatro repetições, totalizando 12 parcelas com dimensões de 4 m² (2 m x 2 m) cada, com um corredor de dois metros entre as parcelas. A forrageira foi rebaixada a 5 cm antes do início do experimento. Para a adubação com as diferentes fontes de nitrogênio, foi realizado a análise de nitrogênio e matéria seca em dejetos suínos e cama do Compost Barn. A adubação da forrageira foi realizada em duas fases a primeira foi realizada no mês de fevereiro e a segunda no mês de maio. As amostras foram coletadas ao acaso com a utilização de um quadrado de 50 x 50 cm, 30 dias após a adubação para quantificar a produção de forragem e composição botânica em folha e colmo. Os dados foram submetidos à análise de variância e quando significativo ao teste de Tukey ao nível de 5% de significância.

Resultados:Os resultados obtidos demonstram que não houve (P>0,05) efeito das fontes nitrogenadas para a composição em folha, colmo, proporção folha/colmo, concentração de matéria seca e produção de matéria seca em forragem. Para a porcentagem de folhas os valores médios obtidos foram de 47,03% no dejeto suíno, 47,33% no sulfato de amônio e 44,19% para cama. Para produção de colmo os valores médios obtidos foram de 52,99% no dejeto suíno, 50,36% no sulfato de amônio e 55,81% para cama. Para a proporção folha/colmo os valores médios obtidos foram de 0,90 no dejeto suíno, 0,95 no sulfato de amônio e 0,82 para cama. Para concentração de matéria seca os valores médios obtidos foram de 56,67% no dejeto suíno, 66,79 no sulfato de amônio e 61,03% para cama. Para produção de kg/ha os valores médios obtidos foram de 296,34kg/ha no dejeto suíno, 285,17kg/ha no sulfato de amônio e 288,17kg/ha para cama.

Conclusões:Podemos concluir que as adubações com dejeto suíno e cama de bovinos possuem potencial semelhante à adubação química com sulfato de amônio possibilitando a sua utilização em pastagens.

Palavras-chave:Adubação. Plantas forrageiras. Valor nutricional.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador