DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO EXPERIMENTAL PARA REALIZAÇÃO DE TRAQUEOSTOMIAS EM COELHOS

PIGATTO, Raul Nishi1; SOUZA, Luiz Cesar Guarita2;

Resumo

Introdução:O estudo da regeneração traqueal tem importante função em estabelecer opção terapêutica no tratamento da estenose traqueal, visto que a sua gravidade e dificuldade de tratamento apresentam uma grande porcentagem de morbi-mortalidadede. Desta forma, a busca por novas terapêuticas alternativas com uso de biomateriais vêm sendo realizados. Dentre eles, a membrana amniótica acelular é opção promissora.

Objetivo:Avaliar a regeneração e funcionalidade da traqueia após o enxerto com membrana amniótica acelular, assim como membrana amniótica acelular cultivada com nanopartículas de 15dPGJ2, em coelhos submetidos à traqueostomia.

Metodologia:Estudo experimental no qual foram utilizados 20 coelhos machos, raça Nova Zelândia, divididos em 3 grupos: Controle(C), Membrana Amniótica (MA) e Membrana Amniótica + nanopartículas de 15dPGJ2 (MA + nanopartículas)

Resultados:Foi encontrada relevância estatística ao se comparar a área traqueal em segmento lesado entre os grupos Controle x MA e grupos Controle x MA + nanopartículas, sendo a área menor nos coelhos do grupo Controle. Também foi encontrada menor área traqueal nos segmentos não lesados do grupo Controle quando comparados aos grupos MA e MA + nanopartículas.

Conclusões:Coelhos submetidos à traqueostomia e posterior implante de enxertos de membrana amniótica acelular e membrana amniótica acelular + nanopartículas de 15d-PGJ2 apresentaram maior área traqueal quando comparados aos coelhos submetidos à traqueostomia isoladamente.

Palavras-chave:Regeneração traqueal. Membrana amniótica. Traqueia. Estenose de traqueia

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador