EFEITO DE DIFERENTES NÍVEIS DE TANINOS CONDENSADOS NO GRAU DE INFECÇÃO POR PARASITOS GASTRINTESTINAIS DE CORDEIROS NATURALMENTE INFECTADOS

VIANA, Nathaniele Penso Gonçalves1; AFFOLTER, Rafaella Riva 3; SANTOS, Sthefany Kamile 3; BIZ, Jesséa de Fátima França 3; SALGADO, Jordana Andrioli 3; CARVALHO, Matheus Borges de 3; WEBER, Saulo Henrique 3; SOTOMAIOR, Cristina Santos2;

Resumo

Introdução:Dentre os parasitos de maior impacto negativo na ovinocultura, destaca-se Haemonchus contortus, pelo fato de ser o mais prevalente, patogênico e apresentar elevada índices de resistência aos principais anti-helmínticos. Por esse motivo, medidas de controle alternativo têm sido desenvolvidas para utilização em conjunto com os fármacos. Taninos condensados (TC) são compostos polifenólicos provenientes do metabolismo secundário de plantas. Devido à capacidade de formação de complexos com macromoléculas, especialmente proteínas, os taninos vêm sendo estudados como alternativa no controle do parasitismo gastrintestinal.

Objetivo:Este estudo teve por objetivo avaliar a ação antiparasitária de TC [extrato comercial de Quebracho (Schinopsis lorenzii)] em cordeiros naturalmente infectados por parasitos gastrintestinais.

Metodologia:Foram utilizados 24 cordeiros, (mestiços Texel e Suffolk), com idade média de 108 dias e peso médio de 25,5 kg, divididos em quatro grupos homogêneos: o grupo controle apresentava uma dieta sem tanino, enquanto os grupos T1%, T3% e T6% recebiam 1%, 3% e 6%, respectivamente, de TC em relação a quantidade de matéria seca da dieta. O período experimental foi de 42 dias e foram avaliados a contagem de ovos por grama de fezes (OPG) semanalmente e o hematócrito (Ht) cada 21 dias. Ao final do experimento, os animais foram abatidos, sendo realizada a contagem dos parasitos adultos no abomaso. As médias de OPG e Ht foram analisadas por ANOVA e pelo teste de Tukey e a contagem de parasitos pelo teste de Mann Whitney, ambos com significância de 5% (p < 0,05).

Resultados:Observou-se que o OPG entre os grupos não demonstrou diferença significativa (P>0,05). Entretanto, em relação aos tempos de avaliação, o OPG do dia zero foi maior que do dia 42 (P<0,05). Na contagem de parasitos adultos no abomaso, não houve diferença entre os tratamentos (P<0,05). No Ht, o grupo controle obteve um valor menor no dia zero em relação ao dia 42 (P<0,05), porém, no restante dos grupos não houve diferença entre os tempos (P>0,05). Para os dados de OPG e contagem de parasitos adultos houve correlação significativa (p=0,0048) de 0,6671.

Conclusões:A utilização de taninos condensados, nas condições deste experimento, não foi um método adequado para diminuir a carga parasitária dos animais.

Palavras-chave:Haemonchus contortus. OPG. Ovinos. Parasitoses. Taninos Condensados.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador