ASPECTOS SOCIAIS DA SUSTENTABILIDADE NA PRODUÇÃO DE BIOCOMBUSTÍVEIS SOB A ÓTICA DOS STAKEHOLDERS

LEANDRO, Fabiano Cunha1; MATTIODA, Rosana Aparecida Adami2;

Resumo

Introdução:O relacionamento das empresas com seus stakeholders tem-se demonstrado como um tema recorrente para decidir a respeito de seu plano de ação e tomadas decisão. Dentro desse contexto, este estudo procura abranger os aspectos sociais e ambientais na indústria de biocombustíveis sob óptica dos stakeholders afetados, e assim responder como esses grupos de pessoas são afetados pelas indústrias de biocombustíveis e quais medidas elas tem feito para mitigar os impactos causados.

Objetivo:O objetivo geral é estudar os conceitos sobre sustentabilidade e a dimensão social na produção de biocombustíveis. Os objetivos específicos do trabalho em questão são: a)Estudar os conceitos sobre a sustentabilidade e a dimensão social na produção de biocombustível; b)Mapear e identificar os aspectos sociais dos stakeholders na visão do ciclo de vida do biocombustível; c)Confrontar a aplicação dos conceitos da literatura da dimensão social relativo aos stakeholders com a gestão da produção de biocombustível.

Metodologia:Aplica-se uma pesquisa com caráter qualitativa, na qual a revisão bibliográfica foi realizada sistematicamente através da coleta de artigos no Portal Brasileiro de Periódicos da CAPES sendo o método de pesquisa o survey (Fase Pré-teste) o qual foi aplicado para o setor de biocombustíveis.

Resultados:Como principais resultados foram identificados como stakeholders os funcionários, fornecedores, clientes, comunidade local, consumidores, os quais são afetados pelas industrias de biocombustíveis. Como consideração final vale a pena destacar que apesar da atuação de pouca intensidade em relação aos stakeholders – com base na opinião dos entrevistados – o setor de biocombustíveis atua de maneira social; todavia poderiam atuar de maneira mais intensa promovendo mais ações sociais que incidam nos seus stakeholders, como por exemplo: atingir a comunidade local, em primeiro plano, e além disso aprimorar os aspectos legais melhorando as condições de trabalho para as pessoas envolvidas no processo industrial de biocombustíveis.

Conclusões:Em relação ao tema de estudo dessa pesquisa, foi possível avaliar que o aspecto social e ambiental divide opiniões, o que demonstrou uma diferente visão do ponto de vista acadêmico ou atuante na indústria, e é um tema muito intenso e atual no cenário mundial, o que comprava essa divergência de opiniões quanto o aspecto social e ambiental na ótica dos stakeholders. O pré-teste demonstrou que o interesse na mão de obra humana faz com que as empresas atuem para estabelecer boas condições de trabalho para os funcionários, segundo o parâmetro legal, porém ainda precisa ser melhorado. Já no parâmetro de impactos a saúde e ao meio ambiente, foi possível identificar que a atuação para melhorias por parte das empresas é pouco intensa, o que demonstra a necessidade das leis, ou seja, elas se preocupam aparentemente mais com o cumprimento do aspecto legal e no desenvolvimento de tecnlogiais menos agressivas, desde que estejam dentro da lei.

Palavras-chave:Biocombustível. Sustentabilidade. Sustentabilidade Social. Stakeholders

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador