A ESPIRITUALIDADE DE SÃO JOSÉ E A AÇÃO PASTORAL

ALVES, Mayques Dione de Souza1; MIKUSZKA, Gelson Luiz2;

Resumo

Introdução:O exercício de refletir a espiritualidade de São José para repensar a ação pastoral nos levou à articulação de dois ministérios: o de cuidar solidariamente do próximo e de dar instrução religiosa. Observamos que tal ação só foi possível porque José se abriu ao discernimento espiritual. Isso requer pensar a ação pastoral com discernimento espiritual.

Objetivo:Nosso objetivo nesta pesquisa foi observar a espiritualidade de São José em relação com a ação pastoral para compreender como um ser humano pode repensar a espiritualidade na pastoral desde uma proximidade com Deus pela atitude de humildade e de silêncio.

Metodologia:O método aplicado foi o analítico-dedutivo, que consiste em ler e analisar, tendo como pano de fundo a problemática sobre o como repensar a ação pastoral desde a espiritualidade de São José. Essa dimensão guiou nossa investigação nas referidas obras, situando-nos melhor na busca da relação entre a ação de São José e sua espiritualidade.

Resultados:Nos resultados e discussões observamos que José provavelmente trabalhou como no grego tékton, no hebraico naggar, no latim faber. José trabalhou com a madeira, pedra, e ferro, de fato ele foi um artesão, carpinteiro e marceneiro. Isso agrega valores e dignidade, pois não importa onde o pai de família trabalha, mas sim o modo como ele o faz a partir do seu discernimento espiritual. Quando a família vive uma boa espiritualidade e próxima a uma comunidade de fé, certamente tem melhores condições de se estruturar socialmente, pois a educação não fica isolado somente nos pais, mas também são mediados pela comunidade, sempre integrados a uma espiritualidade. A pessoa de São José orienta bem para essa dimensão tanto em seu silêncio, quanto no cuidado para com o próximo, no trabalho e na humildade. Discutimos que sem tais dimensões a ação humana pode perder seu sentido mais profundo e arrisca assimilar o niilismo, que entendemos com vazio do sentido da vida. Disso ressaltamos algumas dicas para se repensar ações pastorais desde a espiritualidade familiar, inspiradas na prática de São José.

Conclusões:As considerações finais destacam que o modo de agir de São José condiz com uma escolha espiritual capaz de promover melhor qualidade de vida à família desde o trabalho e o discernimento espiritual. Assim, a figura de São José, mesmo diante do silêncio que demonstram os textos escriturístico promovem uma ação pastoral na base, isto é, desde a espiritualidade familiar.

Palavras-chave: Pastoral. Espiritualidade. São José. Trabalho. Família.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador