TRATADO TEÓRICO E BIBLIOGRÁFICO SOBRE CONCEITOS E CONDIÇÕES DE VULNERABILIDADE NA CONTEMPORANEIDADE

COSTA, Vitor Ramos da1; BONETI, Lindomar Wessler2;

Resumo

Introdução:A pesquisa realizada teve como objetivo realizar uma pesquisa bibliográfica na perspectiva de apresentar diferentes e novas abordagens a respeito da origem dos conceitos de vulnerabilidade social e apresentar também como sua significação é expressa na contemporaneidade. Fatores como a saturação da matriz de análise da pobreza trouxeram a necessidade de uma diferente estrutura de estudo a respeito da vulnerabilidade social, com isso, diferentes metodologias de análise surgiram e a significação da “vulnerabilidade social” se tornou demasiadamente complexa e abrangente. A questão respondia pela pesquisa foi: Como compreender a dimensão teórica, conceitual e a condição de vulnerabilidade social na contemporaneidade?

Objetivo:Compreender a dimensão teórica e bibliográfica do conceito de vulnerabilidade assim como as especificidades das condições sociais que a caracterizam numa perspectiva internacional; Especificamente buscou-se levantar a existência das principais teorias acerca do conceito de vulnerabilidade social; construir um conjunto de referências bibliográficas acerca das condições de vulnerabilidade social; compreender o novo perfil das especificidades das condições sociais.

Metodologia:A metodologia utilizada foi a qualitativa, utilizando-se como metodologia de coleta de dados a bibliográfica. O desenvolvimento da pesquisa ocorreu, em um primeiro momento, com a busca de referenciais teóricos a respeito das conceituações sobre as condições de vulnerabilidade social e suas implicâncias metodológicas. As principais leituras nessa etapa foram as de Kowarick (2003), Boneti (2006), Monteiro (2011), Moser (1998). Em um segundo momento, realizou-se uma pesquisa de documentos orientadores de ações a respeito das abordagens institucionais no tratamento da vulnerabilidade social em bancos de dados tais como: Scielo, Capes Periódicos, Capes Banco de Teses e Dissertação. Os principais documentos utilizados na pesquisa são oriundos de Instituições como a CEPAL e CELADE, em que os principais autores são: Kaztman (1999) & (2001), Vignoli (2001), Busso (2002). Em um terceiro momento, foi realizado a produção escrita.

Resultados:O estudo leva a compreender que a discussão conceitual de vulnerabilidade social se materializa dentro de um contexto histórico, político e teórico. Os diferentes estudos identificam aspectos importantes para se pensar as estrategias de enfrentamento da vulnerabilidade social, e abre um escopo diferenciado sobre a identificação da mesma. Por outro lado, é preciso se considerar que perspectivas teóricas mais afinadas com a realidade social, como é caso da CEPAL, abordam a problemática da vulnerabilidade social de uma maneira mais abrangente, enfocando as estruturas de oportuniades como fatores preponderantes no surgimento da condição de vulnerablidade.

Conclusões:Conclui-se que este conceito de vulnerabilidade social não se restringe a uma área do conhecimento, como é o caso das áreas das ciências humanas, mas se faz presente no conhecimento jurídico, sociológico, educacional, ambiental, econômico etc. Neste sentido, dependendo do enfoque teórico, a estrutura de classe toma um foco importante na perspectiva de se compreender a condição de vulnerabilidade social na contemporaneidade.

Palavras-chave: Condições sociais. Vulnerabilidade Social. Ativos. Estrutura de oportunidades.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador