AVALIAÇÃO DA RELAÇÃO ENTRE METAIS PESADOS E TOXICIDADE NAS ÁGUAS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO BELÉM, CURITIBA/PR

OLIVEIRA, Rayana Azolin de1; BOLLMANN, Harry Alberto2;

Resumo

Introdução:Rios podem receber cargas de poluição provenientes de diversas fontes, como por meio de descargas de efluentes industriais e domésticos em seu leito. Dentre estas substâncias, podem ser destacadas aquelas que possuem o potencial de toxicidade, como é o caso dos micropoluentes. A presente pesquisa fundamenta-se na necessidade da realização de estudos direcionados ao monitoramento de metais pesados e da toxicidade nos corpos hídricos urbanos, assim como o entendimento referente a assuntos ligados a essa temática.

Objetivo:O objetivo principal deste projeto foi analisar a situação de contaminação por metais pesados na Bacia do Rio Belém localizado em Curitiba - PR, dando enfoque a quatro metais prioritários Cádmio, Cobre, Zinco e Chumbo.

Metodologia:Para isso foi realizada uma revisão bibliográfica buscando identificar valores referentes a concentrações máximas, amparadas pela legislação em conjunto com a análise de DBO5, Fósforo e Nitrogênio, a ecotoxicidade foi medida pelo método de Germinação de Sementes com a utilização da semente de alface e a determinação da presença de metais pesados por meio da utilização da metodologia de Espectrometria de Emissão Óptica com Plasma Individualmente Acoplado (ICP OES), para que se pudesse ter uma visão ampla do assunto durante a leitura dos resultados, já que é possível obter valores de concentrações do metais estudados.

Resultados:Os resultados das análises revelam a presença de grande quantidade de matéria orgânica no corpo hídrico, em conjunto com altas concentrações de Nitrogênio e Fósforo podem caracterizar o rio com possíveis lançamentos difusos de efluentes domésticos brutos, as concentrações de metais pesados quantificadas nesta bacia revelam teores baixos, porém ao aplicar limites toleráveis segundo a Resolução CONAMA 357/05 para águas de Classes 1, 2 e 3 percebeu-se que metais como o Zinco, encontrado em algum tipo de baterias e o Cobre, presentes em materiais eletrônicos, possuem maior presença no corpo hídrico. A utilização da Espectrometria de Emissão Óptica permitiu a obtenção das concentrações dos metais pesados estudados, para que com o cruzamento de dados das demais analises laboratoriais pudessem identificar o significado dos valores encontrados.

Conclusões:Ao realizar a correlação existente entre os dados obtidos de metais pesados e ecotoxicidade das amostras é possível observar a existência de uma diversidade nas concentrações de metais pesados nos pontos amostrais. Sendo que o ponto de coleta no São Lourenço possui a menor concentração média e o ponto na PUCPR possui predominância em maiores concentrações. Ao realizar o cruzamento de dados em conjunto com valores de carga orgânica foi percebido que quanto maior a ecotoxicidade presente, maior é a concentração de metal pesado encontrado.

Palavras-chave: Metal Pesado. Bacia do Rio Belém. Eco toxicidade.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador