A PAZ DE JESUS COMO CONTRARREAÇÃO À PAX ROMANA: ANÁLISE DE JOÃO 14,27

SILVA, Manoel Pereira da1; ROSSI, Luiz Alexandre Solano2;

Resumo

Introdução:Essa pesquisa tem como objetivo fazer uma leitura interpretativa do versículo bíblico de Jo 14,27, pronunciado por Jesus em seu discurso de despedida. Averiguar a experiência de paz vivida pela comunidade joanina em contraponto à “Pax Romana” imposta pelo Império Romano e perceber as aproximações e os distanciamentos entre os dois conceitos de paz. A construção da paz no mundo contemporâneo não é necessariamente a ausência de guerras apenas, mas quando o direito e o respeito das pessoas forem salvaguardados.

Objetivo:O objetivo desta pesquisa é apresentar a partir de João 14,27 – “Deixo-vos a Paz, minha paz vos dou, não vo-la dou como o mundo a dá”, e analisar o que realmente Jesus queria comunicar com este conteúdo, no contexto do Império Romano; as aproximações e distanciamentos entre a paz deixada por Jesus e a do Império, e qual o significado da paz para o mundo a partir da paz oferecida por Jesus em contrapartida a paz oferecida pelo Império.

Metodologia:Pesquisa qualitativa histórico crítico, com análise bibliográfica do versículo bíblico de Jo 14,27 e autores que tratam da temática de paz presente no Evangelho de São João, a experiência de paz vivida nas comunidades joaninas e as diferenças encontradas entre a paz de Jesus e a paz do Império.

Resultados:Para o evangelista João, a paz é algo indispensável para viver o amor e a presença do Espírito Santo; a paz que Jesus oferece brota dele próprio e é possível de produzir diálogo e mútuo entendimento, enquanto que a Pax Romana causava desordem e devastação dos conquistados; a paz na comunidade joanina é capaz de restaurar relacionamentos por meio da justiça e do amor; o final do primeiro século foi um período de grandes perseguições aos cristãos que recusavam prestar culto ao imperador; para a comunidade joanina a paz era a plenitude da vida, e por fim, a Igreja por meio dos cristãos é enviada a ser promotora de paz para o mundo. A paz dada por Jesus e experimentada pela comunidade joanina é diferente da paz oferecida pela Pax Romana. A paz de Jesus não pactua com a violência, promove respeito, diálogo e escuta mútua. Enquanto que, a paz do Império Romano com toda a sua estrutura de dominação e poder, utiliza-se de, meios violentos para manter o equilíbrio e os subjugados.

Conclusões:Há um distanciamento entre a paz anunciada por Jesus, que valoriza e preserva a pessoa humana, enquanto que, a paz do Império Romano se mantém pela força e pelo domínio imperial. A paz proposta por Jesus é sinal de vitória e é a principal razão para que a comunidade fundada pelo seu discípulo amado, firmasse cada vez mais sua fé em meios as perseguições.

Palavras-chave: Jesus. Império Romano. Paz. Comunidade. Evangelho de São João.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador