ELABORAÇÃO DE MODELOS DE TREINAMENTO DE ULTRASSONOGRAFIA

GOEDERT, Gianne Macedo1; MARQUES, Gustavo Lenci2;

Resumo

Introdução:A Ultrassonografia (USG) é uma modalidade de Exame por Imagem muito versátil na área da saúde. Por permitir a visualização em tempo real do paciente, o ultrassom enriquece a consulta e oferece uma diferente perspectiva ao médico, corroborando o diagnóstico. Visto isso, a inclusão do ensino dessa técnica na grade curricular da graduação está cada vez mais recorrente. Nesse projeto, foi elaborado um simulador com materiais simples, que auxilia a semiologia da ultrassonografia para os estudantes de medicina.

Objetivo:O objetivo do presente estudo foi desenvolver e testar simuladores de baixo custo na prática de ultrassonografia dos graduandos de medicina da PUCPR.

Metodologia:O desenvolvimento do simulador for por método experimental e, para construir o modelo final é necessário: 350g de gelatina incolor e sem sabor, corante de alimento, 1,2L de água, 2 recipientes plásticos de mesmo volume (1,5L), cano/mangueira de pequeno diâmetro (1 metro), cola quente, faca, colher e refrigerador. Após desenvolver o simulador, ele foi testado em aula por um grupo de estudantes de Medicina da PUC-PR. O primeiro grupo de alunos foi submetido a uma aula expositiva e posteriormente foram treinados a localizar a artéria carótida e a veia jugular em um colega voluntário. O segundo grupo passou pelas mesmas experiências e também tiveram a oportunidade de treinar não só a localizar os vasos, como também puderam treinar a realizar punção venosa através do simulador desenvolvido. Ao final, ambos os grupos responderam um questionário de satisfação da aula.

Resultados:Os resultados do simulador desenvolvido foram bastante favoráveis. Quando o simulador é levado ao USG, é possível treinar localizar o vaso, avaliar sua profundidade e medir seu diâmetro, além de treinar a realização da punção venosa em si. Os dados do questionário permitiram concluir que 100% de ambos os grupos assinalaram que concordam totalmente com a frase “O conteúdo da aula é relevante para a formação acadêmica” e 23% do grupo 1 e 11,1% do grupo 2 assinalaram que discordam da frase “após essa aula, me sinto preparado para situações reais na prática clínica”. Apesar disso, quando avaliado por qui quadrado, o resultado foi não significativo, com p = 0.371408, o que pode ter sido consequência de um n pequeno.

Conclusões:O desenvolvimento do simulador pelo presente estudo nos permite aprimorar a semiologia das técnicas de ultrassonografia com os alunos de Medicina. O simulador proposto apresentou imagens condizentes com a realidade e, quando testado pelos alunos, permitiu aumentar a segurança dos alunos para a prática na realidade.

Palavras-chave:Simulador. Ultrassom. Ultrassonografia. Semiologia. Punção Venosa Central

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador