OCORRÊNCIA, DOMINÂNCIA, FREQUÊNCIA E DENSIDADE DE PLANTAS INFESTANTES NA IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃO COM DIFERENTES SISTEMATIZAÇÕES DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA

MORAIS, Naiade Perotto de1; SOUZA, Pablo Georgio de2;

Resumo

Introdução:A demanda por inovação metodológica no arranjo dos sistemas agroflorestais (SAF’s) pode contribuir para o controle e o comportamento das plantas infestantes. O experimento visa buscar alternativas de integração (sistemáticas) no sistema visando produzir material teórico que servirá de suporte para pequenos e médios proprietários rurais no planejamento de seus SAF’s.

Objetivo:Avaliar a ocorrência, dominância, frequência e a densidade de plantas infestantes na implantação de sistemas integrados de produção de alimentos e recursos florestais com diferentes sistematizações.

Metodologia:O experimento foi implantado em uma área da Fazenda Experimental Gralha Azul pertencente à Pontifícia Universidade Católica do Paraná, localizada no município de Fazenda Rio Grande. A área foi submetida à constituição de 4 diferentes configurações de integração entre as espécies, sendo 4 repetições de cada, resumindo-se em integração total, agrupamento, linhas intercalares e plantio em faixas. As parcelas foram dispostas em blocos ao acaso com aproximadamente 900 m² cada uma. Para a análise foram utilizados os dados coletados correspondentes à ocorrência, dominância, frequência e densidade das coletas, também houve verificação ao enquadramento das espécies como plantas alimentícias não convencionais (PANCs). Em relação à análise estatística adotou-se o teste-t: duas amostras em par para médias, comparando valores da primeira e última coleta de dados.

Resultados:Não observou-se diferença significativa entre os tratamentos das espécies após a análise da ocorrência, dominância, frequência e densidade, mas pôde-se analisar a ausência de 3 plantas infestantes após a última análise, sendo elas: Raphanus raphanistrum, Zea mays e Lactuca virosa.

Conclusões:Observou-se a discrepância de variedade de espécies na primeira e na última análise, entretanto não houve diferença estatística em relação à ocorrência, dominância, frequência e densidade. No estudo de classificação de PANCs obteve-se como resultado que entre as espécies identificadas 37,5% se enquadram na categoria, demostrando grande potencial da área alternativa de produção no sistema integrado de produção adotado.

Palavras-chave:plantas-infestantes. sistemas de produção integrado. PANCs

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador