ENSINO DE BEM-ESTAR, ETOLOGIA, BIOÉTICA E BIOCLIMATOLOGIA NOS CURSOS DE ZOOTECNIA DO BRASIL

SILVA, Dayane Cristine Fernandes da1; JESUS, Rebecca Mayre Miranda de 3; MACEDO, Renata Ernlund Freitas de 3; BORGES, Tâmara Duarte 3; SOTOMAIOR, Cristina Santos2;

Resumo

Introdução:O zootecnista é o profissional responsável pelo aumento e melhoria da produção e da qualidade dos produtos de origem animal. Atualmente, o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e é essencial que os estudantes do curso de Zootecnia aprendam durante a graduação os conceitos do bem-estar animal e suas principais aplicações.

Objetivo:O objetivo deste estudo é estabelecer o perfil do ensino de Zootecnia em relação à oferta das disciplinas de Bem-estar Animal (BEA), Etologia (ETO), Bioclimatologia (BIOC) e Bioética (BIOE), utilizando dados da matriz curricular de faculdades brasileiras que ofertam o curso de Bacharel em Zootecnia.

Metodologia:Efetuou-se uma busca online em todos os cursos de Zootecnia do Brasil cadastrados no site do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) e no site do Ministério da Educação (MEC). Todas as instituições foram classificadas de acordo com as regiões brasileiras (Norte, Nordeste, Centro-oeste, Sudeste e Sul). No documento da matriz curricular realizou-se a busca pelas palavras chave “bem-estar animal”, “etologia”, “comportamento animal”, “deontologia”, “bioética”, “ética”, “legislação” e “bioclimatologia”. Em seguida, os dados foram tabulados por presença ou não da disciplina, quanto à natureza (obrigatória ou optativa), período (1º ao 10º), carga horária (horas/aula), turno ofertado e quanto à vinculação (federal, estadual e particular).

Resultados:Constatou-se que havia 136 cursos de Zootecnia no total, sendo que 109 possuíam grade curricular online. Os cursos de Zootecnia estão presentes em maior número no Sudeste do país (n= 33; 30,3%), seguido pela região Nordeste (n= 29; 26,6%), Centro-oeste (n=18; 16,5%), Sul (n=15; 13,8%) e Norte (n=14; 12,8%), sendo que a maioria dos cursos são ofertados por instituições federais (n=68; 62,4%), seguidas pelas privadas (n=23; 21,1%) e públicas estaduais (n=18; 16,5%). O curso de Zootecnia é mais ofertado no período integral com 41 instituições (37,6%), seguido do diurno (matutino ou vespertino) com 36 (33%) e do noturno com 7 (6,4%) e três (2,75%) instituições ofertam o curso em mais de um período. A disciplina de BEA é ofertada em 72 (66%) cursos, 79 (72,4%) ofertam ETO, 70 (64,2%) BIOE e, em maior número, 100 (91,7%) cursos ofertam a disciplina de BIOC. Em sua maioria as disciplinas são ofertadas em regime obrigatório (BEA – 72,2%; ETO – 65,8%; BIOC – 97,0%; BIOE – 84,3%), variando a carga horária de 15 a 140 horas, dependendo da disciplina.

Conclusões:Os resultados encontrados permitem concluir que, embora existam as disciplinas sendo ofertadas no curso de Zootecnia, ainda não se encontra em 100% das instituições. Diante disso, conclui-se que deve haver um incentivo à inclusão dessas disciplinas em todas os cursos de Zootecnia.

Palavras-chave:Zootecnia. Matriz curricular. Bem-estar animal.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador