FATORES PREDISPONENTES E SUA INFLUÊNCIA NO BEM-ESTAR DE CÃES OBESOS.

SILVA, Diely Sonvez Claudino da1; LIMA, Vanessa Yuri de2;

Resumo

Introdução:A obesidade trata-se de uma condição patológica caracterizada por um acúmulo de gordura maior que o necessário para otimização das funções do corpo. Por definição, um cão obeso apresenta um acúmulo de gordura responsável pelo aumento do peso em pelo menos 15 a 20%, em relação ao seu peso ideal. Quando um cão está excessivamente obeso, aumentam os problemas circulatórios, articulares e locomotores, além de enfermidades de pele e tumores.

Objetivo:Realizar uma entrevista com tutores de cães classificados como obesos durante a sua consulta de rotina clínica, no intuito de verificar o peso ideal, levando em consideração à sensibilidade de raças caninas à obesidade e seu Escore de Condição Corporal.

Metodologia:Em relação aos animais: Determinação e quantificação dos fatores do próprio organismo (idade, predisposição genética, sexo e castração), de manejo (variabilidade e frequência da alimentação, nível de atividade voluntária e uso de medicamentos) e a susceptibilidade das raças caninas à obesidade. Avaliados e classificados, pelo clínico que realizava o atendimento, por Escore de Condição Corporal (ECC). Entrevista com o tutor: Questionário socioeconômico e sobre a rotina do seu cão. Neste último questionário, o tutor informou sobre os cuidados e proteção com o seu animal, sobre a alimentação fornecida, e condições de exercícios físicos. Sobre a sua visão em relação ao seu cão, e se sabia o quanto era prejudicial ao animal ser obeso.

Resultados:Participaram da pesquisa 23 tutores com idade entre 18 e 60 anos, variando o grau de instrução e renda familiar mensal. A grande maioria fazia uso de televisão e internet nos tempos livres e para se manter informados. Também participaram 25 cães, onde 11 eram machos, com 8 castrados e 3 inteiros, e 14 eram fêmeas, com 8 castradas e 6 inteiras. Cães de meia idade apresentavam maiores densidade corpóreas, justamente porque o tutor fornecia alimentos (rações, comidas em geral) e petiscos à vontade. Também foram raros os proprietários que disseram levar seu animal para praticar exercícios regulares, como caminhadas. É difícil definir um peso ideal, uma vez que este apenas foi estabelecido para os cães de raça, e a maioria dos animais participantes da pesquisa eram sem raça definida. Os proprietários apresentaram dificuldade em perceber a condição corpórea do seu cão.

Conclusões:Confirmada a obesidade do cão, o tutor foi informado sobre a situação atual do seu animal e sobre possíveis mudanças no dia a dia do canino, para que ele alcance o bem-estar. Também foram instruídos sobre qual o peso ideal para o seu animal, como avaliar o atual estado corporal do seu cão e orientar às práticas de exercícios físicos, devendo se eliminar os maus hábitos (refeições diárias excessivas e atividade física insuficiente) e pesar e examinar o seu cão, a fim de atingir um peso corporal saudável. Concluiu-se com a pesquisa que os tutores não sabem que o seu está fora dos padrões saudáveis de vida.

Palavras-chave:Alimentação. Saúde. Escore de Condição Corporal (ECC).

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador