DESEMPENHO BIOQUÍMICO DE MILHO E BRAQUIÁRIA CULTIVADOS EM SISTEMA CONSORCIADO EM RESPOSTA A ADUBAÇÃO NITROGENADA E TRINEXAPAC-ETHYL

FRANK, Bruno Redin1; SILVA, ANGEL LUCAS DA 3; CARRARO, WILLIAM ALEXANDRE 3; RIELLE, Amanda Caires 3; GALVÃO, Rafael Ferreira 3; BARBOSA, Andre Prechlak2;

Resumo

Introdução:O uso de reguladores de crescimento pode modificar a composição bioquímica dos tecidos das plantas de milho e braquiária, gerando efeitos diretos sobre o desenvolvimento das plantas, e sendo alterada de alguma forma a interação entre elas, podendo ocorrer modificações indiretas sobre aspectos da qualidade bioquímica das plantas.

Objetivo:O presente trabalho teve por objetivo investigar a interferência da associação de manejo com regulador de crescimento e adubação nitrogenada sobre as características bioquímicas das culturas do milho e da braquiária cultivadas sob sistema consorciado na condição de segunda safra.

Metodologia:Utilizou-se um delineamento experimental em blocos casualizados, em esquema fatorial 4 x 5, com quatro repetições. Nestas, foram avalizadas quatro doses de trinexapac-ethyl (0, 0,2, 0,4 e 0,6 mL ha-1) aplicada nas sementes de braquiária e quando o milho atingiu o estádio fenológico de V6, foram aplicadas cinco doses de nitrogênio em cobertura a lanço (100, 150, 200, 250 e 300 kg ha-1 de N), sendo a aplicação a lanço na forma de sulfato de amônio. Foram avaliados os seguintes parâmetros: A determinação de proteínas solúveis, a atividade de fenilalanina amônia-liase (FAL) e teores de pigmentos fotossintéticos. Os dados foram comparados por análise de variância e regressão até segundo grau (p<0,05).

Resultados:Para os pigmentos fotossintéticos houve um aumento conforme o aumento da dose de nitrogênio junto com a dose de regulador de crescimento. Para as proteínas solúveis quanto maior a dose de N e menor dose de regulador de crescimento, diminuiu as proteínas presentes no milho e aumentou na braquiária. Quando ocorreu um aumento na dose de regulador de crescimento ocorreu um aumento nas proteínas solúveis do milho e diminui da braquiária. Para a FAL, quanto maior as doses de N, maior será a presença dessa enzima na planta. Os pigmentos fotossintéticos, quanto maior a dose de N, maior foi o aumento na quantidade de estruturas fossíntetizantes presente tanto no milho quanto na braquiária, devido ao aumento de seu tamanho. Para o parâmetro de proteínas solúveis, conforme a aplicação de doses de N associado com menores doses do regulador de crescimento ocorreu uma maior competição com a braquiária, aumentando na mesma e diminuindo a concentração de proteínas no milho.

Conclusões:A partir do momento que é usado maiores doses de regulador de crescimento, diminuindo o crescimento da braquiária, reduzindo a quantidade de proteína da mesma e aumentado a quantidade no milho. Para o parâmetro de FAL, à medida que é acrescentado maiores doses de N, a planta tende a produzir uma maior quantidade dessa enzima, que faz parte do sistema de defesa dela, em resposta ao maior ataque de pragas e patógenos.

Palavras-chave:Zea mays L. Urochloa ruzzizienses. Fotossíntese.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador