ADUBAÇÃO NITROGENADA NO CULTIVO CONSORCIADO DE MILHO ASSOCIADO AO TRATAMENTO COM TRINEXAPAC-ETHYL EM SEMENTES DA BRAQUIÁRIA

CARRARO, William Alexandre1; SILVA, ANGEL LUCAS DA 3; FRANK, BRUNO REDIN 3; GALVÃO, Rafael Ferreira 3; RIELLE, Amanda Caires 3; BARBOSA, Andre Prechlak2;

Resumo

Introdução:A produtividade de grãos de milho depende da melhoria da interceptação de radiação solar e da conversão de fotoassimilados, que estão diretamente relacionados com o mecanismo bioquímico de fixação de carbono, aproveitamento da água e dos nutrientes, principalmente o nitrogênio, porém, no sistema consorciado, a competição interespecífica pode afetar negativamente o desempenho da cultura. Diante disso, uma alternativa é o uso de reguladores de crescimento na braquiária. Nesse contexto, o trinexapac-ethyl é um regulador de crescimento que além de reduzir a altura da planta e o acamamento da cultura, modifica a arquitetura foliar, e aumenta a interceptação da radiação solar.

Objetivo:O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de nitrogênio em diferentes doses no cultivo consorciado de milho, associado ao tratamento de sementes de braquiária com o regulador de crescimento trinexapac-ethyl.

Metodologia:Utilizou-se um delineamento experimental em blocos casualizados, em esquema fatorial 4 x 5, com quatro repetições. Nestas, foram avalizadas quatro doses de trinexapac-ethyl (0, 0,2, 0,4 e 0,6 mL ha-1) aplicada nas sementes de braquiária e quando o milho atingiu o estádio fenológico de V6, foram aplicadas cinco doses de nitrogênio em cobertura a lanço (100, 150, 200, 250 e 300 kg ha-1 de nitrogênio), sendo a aplicação a lanço na forma de sulfato de amônio. Foram avaliados parâmetros fitométricos e produtivos do milho e da braquiária. Os dados foram comparados por análise de variância e regressão até segundo grau (p<0,05).

Resultados:A altura de planta do milho foi favorecida até a dose de 117,80 g i.a. ha-1 de trinexapac-ethyl. Para a produtividade, no desdobramento de regulador de crescimento dentro das doses de nitrogênio, nas doses de 150 e 225 g i.a. ha-1 de trinexapac-ethyl, ocorreram comportamento destintos, sendo que a dose de 150 g i.a ha-1 de trinexapac-ethyl teve aumento ate 196,84 kg ha-1 de nitrogênio, já para a dose de 225 g i.a ha-1 de trinexapac-ethyl, houve redução de 6,16 kg ha-1 para cada kg de nitrogênio adicionado. Já para o desdobramento de doses de nitrogênio dentro de regulador de crescimento, houve aumento de produtividade até 163,37 g i.a ha-1 de trinexapac-ethyl na dose de 200 kg ha-1 de nitrogênio, para as doses 100 e 150 kg ha-1 de nitrogênio, houve acréscimo linear de 5,80 e 2,97 kg ha-1 para cada g de trinexapac-ethyl adicionado.

Conclusões:O regulador de crescimento afeta diretamente as características de crescimento do milho, devido ao seu efeito sobre a braquiária em altera a interação do consórcio milho e braquiária. Para a interação o regulador de crescimento junto com a adubação nitrogenada afetou as características tanto do milho como da braquiária. O equilíbrio entre as doses de nitrogênio e trinexapac-ethyl é essencial para o crescimento e desenvolvimento das plantas e por consequência para obtenção de maior rendimento de grãos.

Palavras-chave:Regulador de crescimento. fertilizante. interação. Urochloa ruziziensis. Zea mays.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador