ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO EM RELAÇÃO À REALIZAÇÃO DOS ATIVOS INTANGÍVEIS DAS EMPRESAS PERTENCENTES AO SETOR ELÉTRICO, LISTADAS NA BM&F BOVESPA NO TRIÊNIO 2015-2017.

BASSI, Anderson Favaro1; ZAPELINI, Eng. Me. Iago William 3; INACIO, Vinicius Fernandes2;

Resumo

Introdução:Historicamente, a infraestrutura de serviços públicos foi construída, operada e mantida pelo setor público. Neste cenário, o Ministério da Administração Federal e da Reforma do Estado, trazia como um de seus propósitos a melhoria da governança nos órgãos públicos. Tal melhoria ocorreria por meio da transformação da Administração Pública burocrática e ineficiente em uma Administração Pública gerencial e eficiente, com foco no atendimento à população. Diante disso, surgiram os Contratos de Concessão a partir de 1995, onde estabelecia obrigações como manutenção de qualidade do serviço prestado, direitos dos usuários, políticas tarifarias e regulamentações próprias destes contratos.

Objetivo:É nesse contexto que emana a problematização do presente estudo: Qual o comportamento do Patrimônio Líquido em relação à realização dos Ativos Intangíveis das Empresas pertencentes ao Setor Elétrico listadas na B3 - Brasil, Bolsa e Balcão no triênio 2015-2017? A questão problema apresentada tem por objetivo, portanto, investigar a relação entre a variação de valores dos Contratos de Concessão e do Patrimônio Líquido das empresas selecionadas o estudo.

Metodologia:Após coleta e classificação dos dados obtidos, estes foram submetidos a análises estatísticas, sendo inicialmente realizada uma análise descritiva dos dados, correspondente aos 6 (seis) vetores das variáveis coletadas e, em seguida, desenhado um gráfico bloxplots que, pela discrepância encontrada, se fez necessário uma purificação dos dados, com a exclusão de algumas empresas.

Resultados:Com a purificação dos dados foram encontradas correlações positivas significativas (5%) entre todas as combinações possíveis de Ativo Intangível (AI) e Patrimônio Líquido (PL) nos anos estudados. Em destaque, os valores de AI 2015 e PL 2015 apresentaram correlação muito forte (rP = 0,923), AI 2016 e PL 2016 apresentaram correlação moderada (rP = 0,694), assim como AI 2017 e PL 2017 (rP = 0,678). Os valores positivos de rP indicam que à medida em que AI cresce, PL também cresce, nos três anos de análise.

Conclusões:Com base nesses resultados, foi possível construir modelos de regressão. A validade dos modelos de regressão gerados para os três anos de análise foi verificada através de testes de robustez. A normalidade e a homocedasticidade dos resíduos foi avaliada para atestar a aplicabilidade desses modelos. Os resultados alcançados estão alinhados com as aspirações propostas e com a questão problema.

Palavras-chave:Ativos Intangíveis. Patrimônio Líquido. Contratos de Concessão

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador