AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE ODONTOLOGIA BASEADO EM COMPETÊNCIA: IMPACTO NA SATISFAÇÃO DOS ESTUDANTES

PAULA, Karoline Maria Santos de1; WERNECK, Renata Iani2;

Resumo

Introdução:Nas últimas décadas, cresceu significativamente a importância atribuída à avaliação de programas educacionais, pois tem sido progressiva a atenção dada à eficiência destes programas que formam cada vez mais egressos.

Objetivo:Como principal objetivo da pesquisa têm-se o nível de satisfação dos estudantes de odontologia do currículo tradicional em relação ao currículo baseado em competências.

Metodologia:Foram abordados temas como a qualidade da disciplina, a utilidade do conteúdo e o método de avaliação do que foi aprendido. As matérias pesquisadas foram: Anatomia Humana, Anatomia Aplicada à Odontologia e Histologia Bucal. O estudo foi conduzido através de pesquisa, o questionário foi entregue à 44 alunos do primeiro ano do curso de odontologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUC PR, 27 alunos do currículo tradicional (2018.2) e 17 estudantes do currículo por competências (2019.1). O modelo escolhido para o questionário foi a escala Likert que possibilita ter cinco opções de respostas, concordo totalmente, concordo parcialmente, não concordo e nem discordo, discordo parcialmente e discordo totalmente, que são respostas feitas de forma simples e de fácil entendimento. Para a análise dos dados foi utilizada a base de dados SPSS, onde foi possível confrontar os dados e estabelecer um resultado sobre esses dois currículos.

Resultados:Os resultados deste estudo demonstraram não haver diferenças expressivas entre os dois currículos com relação a satisfação dos estudantes. Porém, com relação a avaliação, em uma das disciplinas avaliadas, os estudantes demonstram maior satisfação com a avaliação do currículo por competência.O objetivo principal deste estudo foi analisar a diferença entre o grau de satisfação dos estudantes com relação a qualidade das aulas e o processo avaliativo entre os dois currículos do curso de Odontologia, tradicional e por competência. Os resultados principais mostram não haver diferença na maioria das disciplinas. Porém, a metodologia de avaliação parece ser melhor avaliada pelos estudantes no currículo por competência.Ao final da pesquisa percebe-se que os estudantes do currículo por competências estão mais satisfeitos com essa metodologia e a forma de condução dos conteúdos. Embora em vários momentos os resultados sejam semelhantes, os estudantes do currículo tradicional se mostraram mais insatisfeitos com a sua metodologia. Uma limitação foi a impossibilidade de acompanhar todas as disciplinas pois o novo currículo possui novas disciplinas. Além disso, houve diferença entre o número de entrevistados por currículos, pois muitos estudantes não quiseram participar das pesquisas.

Conclusões:Avaliar a satisfação dos estudantes com relação ao novo currículo é um dos desafios na implantação de uma nova metodologia de ensino. Este estudo ainda é inicial e novas pesquisas devem ocorrer para um maior embasamento e conhecimento.

Palavras-chave:Satisfação. Competências.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador