O SENSO DE COERÊNCIA NA REABILITAÇÃO PROTÉTICA DE PACIENTES EDÊNTULOS.

SILVA, Nathalia Gabriella da1; FILHO, Herbert Rubens Koch2;

Resumo

Introdução:Apesar da melhoria das condições de saúde bucal apresentada nas últimas décadas, o edentulismo ainda é um problema bastante prevalente. Uma das formas para se reabilitar os indivíduos totalmente desdentados é mediante Próteses Totais Removíveis Convencionais. É importante que os usuários possam refletir sobre o seu bem-estar ao se utilizarem de novos aparelhos protéticos. Assim, a auto-avaliação, além de aferir o sucesso da reabilitação, permite a observação de uma grande quantidade de dados em um curto período de tempo. Considerando que, as pessoas possuem diferentes graus de adaptabilidade, o Senso de Coerência pode ser importante na previsão do êxito de uma reabilitação com “dentaduras”.

Objetivo:O presente estudo teve como objetivos avaliar o senso de coerência dos pacientes submetidos a tratamento odontológico com próteses totais; o grau de satisfação dos mesmos com suas novas próteses, e; investigar se o senso de coerência influencia nesse sentimento de contentamento.

Metodologia:Trata-se de um estudo longitudinal e descritivo que se utilizou de dados primários coletados junto a uma amostra convenientemente obtida junto a pacientes desdentados totais submetidos a atendimento na Disciplina de Prótese Removível I do Curso de Odontologia de uma Instituição de Ensino Superior privado. Foram avaliados 29 pacientes. Um questionário de 29 perguntas determinou o Senso de Coerência (SOC). Para definir a satisfação com as novas próteses foi utilizada uma Escala que aborda a aparência, a mastigação, o paladar, fala, a retenção e o conforto. Predispôs-se avaliar todos os pacientes da amostra em dois momentos, sendo 7 dias e 14 dias após à instalação das novas próteses na boca. Os dados da pesquisa foram avaliados e descritos com o auxílio de um software estatístico.

Resultados:A média etária verificada junto aos inqueridos foi de 62 anos. Quanto ao sexo, 13 eram do sexo masculino e 16 do feminino. Em relação ao período após à instalação, 17 pessoas foram avaliadas em dois momentos (7 e 14 dias) e 12 só realizaram a proservação de 7 dias. A média obtida pela Escala de Bolender junto à amostra foi de 15,3. A média observada junto àqueles que só realizaram a proservação de 7 dias foi de 15,5. As médias observadas junto aos demais, que retornaram para o acompanhamento em dois momentos foi de 15,2 após 7 dias da instalação e de 16,2 após 14 dias. Quanto ao SOC, a média observada foi de 148,5 (“SOC Muito Bom”). Pessoas com Senso de Coerência mais elevado atribuíram maiores notas nos Escores da Escala de Bolender.

Conclusões:Pessoas com o Senso de Coerência mais positivo são mais satisfeitas com os novos aparelhos protéticos. O uso rotineiro é fundamental para a adaptação dos pacientes frente aos novos aparelhos protéticos.

Palavras-chave:Edentulismo. Prótese Total. Auto Avaliação. Senso de Coerência

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador