ESTUDO SOBRE A VIVENCIA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO NA CONSTRUÇÃO DO SEU PROJETO DE VIDA PROFISSIONAL

BECKER, Vitoria Sponchiado1; BASSETO, Adriana Dias2;

Resumo

Introdução:Quando se sentem em relação a sua própria atuação na formação para o ingresso no mercado de trabalho. Há neste trabalho o panorama de estudos voltado ao meio acadêmico, pouco se sabe sobre o que os estudantes universitários, portanto, a preocupação de se compreender a trajetória realizada pelos universitários formandos, durante o período de graduação e como se dá a preparação para o ingresso ao mercado de trabalho. O método escolhido foi a pesquisa bibliográfica Qualitativa e Exploratória. Logo, a pesquisa realizada dedicou-se a transição do ensino superior ao mercado de trabalho tendo grande relevância quanto as vivências para que os egressos possam lidar com a realidade do mundo do trabalho e desenvolvam de forma mais segura seu projeto de vida futura. A vida acadêmica e o ingresso no mercado de trabalho na área de formação podem ser vistos como desafios em que muitas decisões e responsabilidades são postas ao indivíduo e que ele tem que enfrentar tal realidade para que possa a construir sua existência mais próxima de seu projeto de vida.

Objetivo:O objetivo desta pesquisa é analisar a experiência de transição do estudante universitário em fase de conclusão de curso para o mercado de trabalho.

Metodologia:A metodologia utilizada na construção desta pesquisa foi a pesquisa bibliográfica Qualitativa e Exploratória. Os sujeitos da pesquisa foram estudantes universitários em fase de conclusão de curso de graduação de uma Universidade Particular do Oeste do Paraná. Para a coleta de dados foi encaminhado o endereço eletrônico para responderem à pesquisa por meio da Plataforma Qualtrics. Participaram da pesquisa 45 alunos, distribuídos nos cursos de agronomia, ciências contábeis, direito, engenharia de produção e psicologia.

Resultados:Através das informações colhidas através do questionário, foi possível extrair dados sócio demográfico dos participantes, bem como sexo, idade, ano de ingresso a universidade e o curso em andamento. A idade dos participantes da pesquisa, a média de idade da pesquisa é de 24 anos e a maioria dos respondentes é do sexo feminino. A respeito do ingresso a graduação, podem ser observados que dos respondentes, 84% afirmam ser a primeira graduação e apesar disso, 16% já tem outra formação profissional. Verificou-se que os estudantes universitários ingressaram na graduação muitas vezes sem ter a certeza do curso ou da escolha que estão realizando e o estudante teve sua escolha baseada em possibilidades de sua vivência.

Conclusões:Ao final deste estudo verificou-se que os estudantes universitários ingressaram na graduação muitas vezes sem ter a certeza do curso ou da escolha que estão realizando. Portanto, observa-se que orientar os estudantes sobre o que pode fazer, sobre como guiar sua trajetória, fazer com que observe seu projeto de vida são partes importantes para a construção de vivências menos angustiantes e mais livres para o estudante. E ainda, observar o que deseja no futuro e o que realmente tem feito e como tem reconhecido sua realidade são aspectos que podem ajudar ao ingresso no mercado de trabalho com maior segurança do que se está fazendo.

Palavras-chave:Formação Profissional. Projeto de Vida. Mercado de Trabalho.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador