VIÉS DA ANCORAGEM: É POSSÍVEL REDUZIR?

MODESTO, Rafaela Donato Garrido1; PÓVOA, Angela Cristiane Santos2;

Resumo

Introdução:Esse trabalho presta-se a analisar a influência das variáveis conhecimento e temporalidade sobre o viés da ancoragem no processo decisório. Visa desvendar o quanto o saber sobre o viés influência na eficácia do efeito sobre aquele indivíduo e, principalmente, o quanto esse conhecimento deixa, ou não, de influenciar o processo ao longo do tempo.

Objetivo:Analisar a influência do fator conhecimento sobre o viés da ancoragem e a influência da temporalidade sobre o efeito do conhecimento na atuação do viés ancoragem no processo decisório.

Metodologia:Essa análise é feita através da realização de um experimento empírico, em forma de teste físico com seis perguntas, sendo uma de múltipla escolha, quatro discursivas e uma um teste motor. O teste foi realizado com três turmas de pós-graduação de finanças comportamentais. Uma, apelidada de semana zero, W0, referente ao grupo de controle, que ainda não havia estudado em ambiente acadêmico sobre a existência, casos de ocorrência e efeitos do viés de ancoragem e outras duas, sequencialmente, a semana um, W1, e a semana dois, W2, que correspondem às turmas que tiveram seus conhecimentos testados após uma e duas semanas de aprendizado sobre ancoragem em sua totalidade. O estudo foi conduzido com metodologia experimental, sob um design do tipo 2x2. A amostra total foi de cento e vinte e três (123) participantes, dividida em três grupos de tamanhos distintos.

Resultados:Os resultados encontrados nos encaminharam na direção da confirmação da nossa hipótese de que a posse de conhecimento sobre ancoragem contribuiu para a redução de influência desse viés sobre a pessoa detentora em comparação com aqueles ignorantes sobre o fenômeno. Ao mesmo tempo, os resultados da pesquisa demonstraram que o fator temporalidade não se confirmou significante na análise estatística de seus efeitos. Trabalhamos com testes estatísticos T com níveis de significância acima de 1,96 sendo considerados significantes

Conclusões:Concluímos que o conhecimento é, de acordo com o estudo, relevante para a redução do efeito do viés de ancoragem sobre o processo decisório humano e, incentivamos a produção de material teórico que aprofunde o efeito da influência temporal na eficácia desse poder do conhecimento sobre o viés de ancoragem, com base em maiores intervalos de tempo.

Palavras-chave: Ancoragem. Temporalidade. Processo decisório.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador