DESENVOLVIMENTO DE MICOHERBICIDAS PARA O CONTROLE DE TIRIRICA

KANIESKI, Marcelo Roberto1; GOMES, Vinícius Fernando Carrasco 3; UNGRI, Rafael Willian 3; RUPOLO, Andressa 3; MASCARO, Marcia de Holanda Nozaki2;

Resumo

Introdução:A espécie tiririca (Cyperus rotundus) é uma das plantas daninhas de mais difícil controle em nível mundial. O uso incorreto de herbicidas para o controle tem ocasionado diversos problemas ambientais e o surgimento de espéciesresistentes a diversos mecanismos de ação. Nesse sentido os micoherbicidas se destacam como uma alternativa de controle biológico.

Objetivo:Avaliar a eficiência e desenvolver um micoherbicida para o controle de plantas de tiririca

Metodologia:O experimento foi conduzido no laboratório de Fitopatologia e em casa de vegetação da unidade experimental da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, campus Toledo, Paraná, no período de setembro de 2018 a junho de 2019. Previamente foi realizado um levantamento para determinar quais os gêneros fúngicos de maior incidência nas plantas de tiririca encontradas no campus. Sendo assim, obtidos os tratamentos. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado composto por 5 tratamentos, sendo eles: 1) testemunha; 2) Trichoderma harzianum; 3) Fusarium spp.; 4) Penicillium spp. e 5) Aspergillus niger com 4 repetições. O isolamento dos gêneros fúngicos foi realizado pelo isolamento direto de tecidos foliares sintomáticos em meio de cultura BDA. Após crescimento total dacolônia em meio, foi obtida uma suspensão a qual foi pulverizada sobre plantas de tiririca semeadas previamente em vasos. Após 30 dias da implantação, foram avaliados os parâmetros de Severidade, Massa Fresca (MF), Massa Seca (MS) e Numero de Tubérculos Produzidos (NTP). Os dados foram submetidos à análise de variância e, as médias comparadas pelo teste Tukey, a 5% de probabilidade com auxílio do programa SASM-Agri.

Resultados:A partir dos resultados obtidos é possível afirmar que, de forma geral, os microrganismos apresentaram controlesobre a emergência dos tubérculos, destacando-se os gêneros Aspergillus e Fusarium, os quais apresentaram maior redução na germinação dos bulbos, além de maior incidência sobre as plantas daninhas.

Conclusões:O uso de gêneros fúngicos surge como uma alternativa viável e promissora no controle de plantas daninhas, tendo em vista seu potencial de reprodução e menor contaminação ambiental.

Palavras-chave:Cyperus rotundus. Herbicida natural. Biocontrole. Plantas daninhas.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador