CLASSIFICAÇÃO DA FUNCIONALIDADE DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS COM BASE NA CIF (CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE FUNCIONALIDADE INCAPACIDADE E SAÚDE)

KURAZ, Bruna Laryssa1; TEIGÃO, Fernanda Cury Martins 3; ITENER, Guilherme Augusto 3; MOSER, Auristela Duarte de Lima2;

Resumo

Introdução:A população mundial vem atingindo idades cada vez mais avançadas. Como consequência disso e decorrente das alterações fisiológicas que ocorrem no idoso, a capacidade funcional se torna comprometida, o que implica na redução de suas atividades cotidianas e de sua autonomia e pode implicar em sua institucionalização. Com a finalidade de avaliar a funcionalidade, a Organização Mundial da Saúde (OMS) criou um questionário WHODAS 2.0 (World Heatlh Organization Disability Assessment Schedule) baseado na CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde) que visa avaliar a funcionalidade a partir de fatores biopsicossociais.

Objetivo:Estabelecer o perfil de funcionalidade de idosos institucionalizados através de um instrumento baseado na CIF.

Metodologia:Estudo transversal, quantitativo e descritivo. Realizado em uma instituição de longa permanência para idosos, localizada na cidade de Curitiba, Paraná. Foi utilizado o instrumento WHODAS 2.0 de 36 itens, correlacionado às categorias da CIF. As respostas foram tabuladas e classificadas a partir da média dos domínios (cognição, mobilidade, autocuidado, convivência com as pessoas, atividades de vida e participação na sociedade), e o escore total. Os dados foram analisados pelo software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) 21.0.

Resultados:Os participantes foram 66 idosos institucionalizados do sexo masculino com idade média de 71,9 ± 8,1 anos. O instrumento indicou maior comprometimento do domínio mobilidade e menor no domínio atividades e participação. Também revelou correlação significativa entre a idade e o domínio autocuidado, indicando que, quanto maior a idade, menor o cuidado pessoal.

Conclusões:A escala WHODAS 2.0 demonstrou ser um bom indicador para a funcionalidade de idosos institucionalizados. De um modo geral a população deste estudo demonstrou uma boa funcionalidade. A análise dos dados mostrou a existência de uma demanda de cuidados a serem explorados para esta população por isso é importante que se tenha novos estudos envolvendo a comparação da funcionalidade de idosos institucionalizados e não institucionalizados, visto que é um importante marcador de saúde, para redirecionar as condutas de assistência das instituições a fim de embasar o desenvolvimento de políticas públicas voltadas a essa realidade, garantindo-lhes o tratamento adequado às suas demandas para melhor funcionalidade e consequentemente qualidade de vida.

Palavras-chave:Idoso. Institucionalizado. Classificação Internacional de Funcionalidade. Incapacidade e Saúde (CIF). World Heatlh Organization Disability Assessment Schedule (WHODAS)

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador