AVALIAÇÃO DO PERÍMETRO E ÁREA DE VILOSIDADES PLACENTÁRIAS DE GESTANTES INFECTADAS POR ZIKV

CARMO, Leticia Arianne Panini do1; MALAQUIAS, Mineia Alessandra Scaranello 3; MARINI, Emily Scaranello 3; REBUTINI, Patricia 3; PROKOPENKO, Amanda 3; NORONHA, Lucia de2;

Resumo

Introdução:O ZIKA vírus (ZIKV) é um flavivírus, que ganhou destaque, dada a sua comprovada relação com a microcefalia e outras complicações placentárias e fetais. No ambiente intrauterino gestacional, o ZIKV promove inflamação placentária, calcificação da superfície das vilosidades, necrose troflobástica, deposição de fibrina, redução da área extravilar, alteração vascular, truncamento das colunas celulares, além de apoptose, o que altera a morfologia e a estrutura placentária, e permite a ocorrência de alterações patológicas no feto.

Objetivo:Esse estudo teve como objetivo analisar a área e o perímetro de vilosidades placentárias de gestantes infectadas com ZIKV, além de comparar os dados do grupo estudo com um grupo controle (pacientes sem afecções).

Metodologia:Trata-se de um estudo transversal descritivo retrospectivo. O grupo estudo foi composto por 22 placentas de gestantes diagnosticadas com ZIKV durante a gestação, que deram à luz entre 34 e 40 semanas e cujos recém-nascidos foram acompanhados por 2 anos. O grupo controle foi composto por 22 casos de pacientes gestantes que não apresentavam infecção por TORCHS. As placentas de ambos os grupos foram coradas em HE e analisadas ao microscópio óptico. As amostras foram submetidas a análise morfométrica para avaliar a área e perímetro das vilosidades com recurso do programa Image Pro Plus® 4.

Resultados:Entre os grupos analisados, controle e estudo, foram observadas diferenças estatísticas quanto a área das vilosidades placentárias. De forma que a variável em questão é maior nas placentas do grupo estudo, e tal alteração repercute em alteração placentária e sintomatologia para o neonato. Tanto a área quanto o perímetro das vilosidades placentárias de gestantes infectadas por ZIKV são maiores do que as de gestantes que não foram infectadas, entretanto esta alteração só é significativa quando tratamos da área vilositária.

Conclusões:O ZIKV materno desencadeia alteração placentárias e tais alterações podem determinar as manifestações da síndrome do ZIKV congênito.

Palavras-chave:ZIKV. placenta. ZIKV congênito

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador