FATORES ASSOCIADOS À PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA EM ESPAÇOS PÚBLICOS: UM ESTUDO COM IDOSOS DE CURITIBA

FAGUNDES, Thiago Schmitz1; COCO, Thamires Gabrielly dos Santos 3; HINO, Adriano Akira Ferreira2;

Resumo

Introdução:O uso dos espaços públicos de lazer para a prática de atividade física por idosos pode ser influenciado por fatores sociodemográficos e do ambiente.

Objetivo:Identificar fatores sociodemográficos e do ambiente percebido associados a prática de atividade física em espaços públicos de lazer em idosos de Curitiba

Metodologia:Estudo com delineamento transversal realizado entre os anos de 2017/2018 na cidade de Curitiba. Foram entrevistados, com um questionário multidimensional, 611 idosos (>59 anos), residentes em 64 setores censitários, selecionados a partir do walkabilty e renda. Para análise dos dados foi utilizado o questionário Neighborhood Environment Walkability Scale (NEWS) o qual por meio de um escore foi dividido em 9 domínios (uso diversificado do solo, conectividade de ruas, densidade residencial, facilitadores para caminhar/bicicleta, estética, segurança para pedestre, segurança com relação aos crimes, satisfação geral da vizinhança e acesso a serviços), todos padronizados em escore z. As características sociodemográficas analisadas foram sexo, faixa etária, escolaridade e etnia. Além disso foram selecionados o acesso aos seguintes espaços públicos de lazer: parques, praças e academias ao ar livre, por apresentarem uma maior frequência de uso. A associação foi testada a partir de uma Regressão Logística, no software SPSS 25.0, mantendo um nível de significância de 5%.

Resultados:Houve associação entre idade e maior frequência de uso dos parques (OR=0,30, IC 95%=0,10-0,93), entre alta escolaridade e maior frequência de uso dos parques (OR=5,35, IC 95%=1,52-18,83), maior frequência no uso de parques e maior percepção de segurança para pedestres (OR=1,69, IC 95%=1,03-2,80) e entre maior percepção do uso diversificado do solo e maior frequência de uso das academias ao ar livre (OR=1,53, IC 95%=1,06-2,20).

Conclusões:Ter alta escolaridade, estar na faixa etária dos 60 aos 68 anos e residir em regiões onde se percebe maior diversidade no uso do solo e que oferecem maior segurança para o pedestre aumentam as chances de uso dos espaços públicos de lazer para atividade física por idosos de Curitiba.

Palavras-chave: Idoso. Atividade física. Ambiente percebido. Espaços públicos de lazer.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador