A AUTOMEDICAÇÃO ENTRE ESTUDANTES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PRIVADA DO SUL DO BRASIL

PEDROSO, Henrique1; OLIVEIRA, Gracinda Maria D Almeida e2;

Resumo

Introdução:A automedicação é o uso de medicamentos por conta própria, sem a prescrição de pessoas habilitadas, para a resolução de um sintoma diagnosticado pela própria pessoa, sem a consulta à profissionais de saúde.

Objetivo:O presente estudo teve como objetivo avaliar a prática da automedicação entre estudantes do curso de Engenharia Civil de uma universidade do sul do Brasil.

Metodologia:Este estudo caracteriza-se como transversal-descritivo e de cunho quantitativo. A coleta de dados se deu por meio de um questionário físico, aplicado ao total de 120 alunos, que foram convidados a tomar parte desta pesquisa com a explicação e , e em caso de aceite, assinatura do TCLE. Com o questionário, foram coletados dados pertinentes aos aspectos da automedicação realizada pelos estudantes nos últimos 12 meses. Após a coleta dos dados, estes foram transferidos para a plataforma Qualtrics, e procedeu-se à análise de frequência dos mesmos.

Resultados:No total, 87% dos estudantes de Engenharia Civil praticam automedicação, resultado semelhante a outros estudos prévios que avaliaram a automedicação em ambiente acadêmico. Os medicamentos mais utilizados pelos estudantes foram analgésicos, anti-inflamatórios e anti-histamínicos, o que segue o padrão mundial de tipos de medicamentos mais utilizados nessa prática. Dentre os participantes da pesquisa, todos procuram informações sobre medicamentos, porém, 7% consultam profissionais farmacêuticos quando se trata de informação medicamentosa, tendo como preferência, consultar a bula do medicamento e a internet. Os efeitos adversos foram relatados por 27% dos estudantes que praticam a automedicação, sendo os mais comuns: dor de estômago (22%) e sonolência (20%).

Conclusões:Tendo como base estudos prévios, observa-se que tanto no Brasil como em outros países, a prática da automedicação ocorre independentemente do local e da área de estudo, tendo como principal fator, que induz a essa prática, o tratamento de sintomas menores. Entende-se que a automedicação é um caso de saúde pública, demandando uma maior atenção na conscientização da população.

Palavras-chave:Automedicação. Engenharia Civil. Estudantes de Graduação. Medicamentos

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador