AVALIAÇÃO DE INTEROPERABILIDADE EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SOB REQUISITOS DA INDÚSTRIA 4.0 ATRAVÉS DE MÉTODOS MCDA

OLIVEIRA, Gabriel Sankari1; PEGORARO, Fábio 3; GOMES, Pedro 3; LOURES, Eduardo de Freitas Rocha2;

Resumo

Introdução:A demanda do aproveitamento das informações e a otimização dos processos produtivos cresce cada vez mais dentro das indústrias. As abordagens existentes buscam a interação desse fluxo de informações compartilhadas, e de como fazer com que isso aconteça em tempo real e de forma integrada. A Indústria 4.0 (I4.0), contém todos estes conceitos, contudo, perante este cenário, a busca pela maior integração entre as máquinas e um compartilhamento rápido e eficiente de informações torna imprescindível o atendimento aos requisitos de interoperabilidade.

Objetivo:Ciente da necessidade de um estudo que otimize este processo de implementação de projetos de transformação digital, reduzindo os custos ligados ao ciclo do projeto dentro de uma empresa do setor automotivo, é que o presente projeto encontra sua motivação - visando a investigação de métodos multicritérios (MCDM) – AHP/ANP, DEMATEL e PROMETHEE na elaboração de um modelo de avaliação de interoperabilidade organizacional (do inglês EIA - Enterprise Interoperability Assessment) na automação industrial.

Metodologia:Com base em abordagem metodológica específica, a fase inicial de estudo contemplou a etapa de revisão bibliográfica, onde foram investigados definições, conceitos e frameworks da Indústria 4.0. Nesta revisão percebe-se a influência do RAMI 4.0 e suas 6 camadas Asset, Integration, Communication, Functional e Business. Para auxiliar no processo de identificação dos elementos de avaliação, especialistas do setor automotivo foram consultados através de um survey, suportando a análise dos requisitos funcionais e tecnologias do conceito escolhido.

Resultados:Após aprofundamento de cada uma das camadas, foram criados mapas conceituas para organização dos domínios envolvidos e do conhecimento necessário para a formulação dos métodos MCDM citados. A fase seguinte foi dedicada a construção dos modelos de avaliação de interoperabilidade para cada uma das ferramentas estudadas.

Conclusões:O diagnóstico obtido, sob a ótica da interoperabilidade, demonstra não só a eficácia dos métodos, mas também o potencial de aplicação de forma que o usuário não necessite possuir o conhecimento matemático por trás dos métodos, proporcionando uma nova percepção na avaliação dos pontos fracos para melhorias futuras no domínio de Automação, fortemente impactado com os requisitos da Indústria 4.0.

Palavras-chave: Avaliação de Interoperabilidade. Automação Industrial. Métodos Multicritério. Indústria 4.0. RAMI 4.0.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador