NÍVEL DE CONHECIMENTO E USO DE SMARTPHONES E TABLETS POR IDOSOS DA CIDADE DE CURITIBA

BUZATO, JAQUELINE 1; NASCIMENTO, Maraísa do 3; HINO, Adriano Akira Ferreira 2;

Resumo

Introdução:Nos dias atuais o avanço tecnológico possibilita o acesso a diferentes tipos de serviço, facilita a comunicação bem como permite a avaliação e participação em atividades do dia a dia. No entanto, para desfrutar destes benefícios é necessário o mínimo de conhecimento para se fazer uso de tais equipamentos. Desta forma, pessoas com idade mais avançada tendem a ter dificuldade no uso de novas tecnologias como smartphones e tablets, podendo não aproveitar as facilidades de tal avanço tecnológico

Objetivo:Descrever o conhecimento e uso de tecnologias (celulares, smartphones e tablets) em idosos de Curitiba

Metodologia:Foi avaliada uma amostra de 67 idosos foi selecionada a partir de uma base de dados já existente. A base de dados foi constituída de 620 idosos que participaram do projeto HULAP (Healthy Urban Living and Aging in Place:Physical Activity, Built Environment and Knowledge Exchange in Brazilian Cities). Os idosos foram selecionados em diferentes regiões da cidade de Curitiba. As regiões foram classificadas de acordo com características de “caminhabilidade” e a renda dos residentes. Após o idoso aceitar receber os pesquisadores, eles responderam dois questionários contendo perguntas relacionadas ao conhecimento e uso de equipamentos como celulares, smartphones e tablets. As respostas foram registradas por entrevistadores previamente treinados e os dados analisados por meio da estatística descritiva (distribuição de frequências)

Resultados:Os resultados que 46% dos idosos quase nunca utilizam internet, 86% tem telefone celular e destes, 74% afirma que o seu telefone é tipo smartphone, que permite instalar e acessar aplicativos. Já 89% dos participantes conhecem o que é um tablet, porém 71% não tem tablet. Desta forma observamos que os idosos conseguem apreender a mexer em novas tecnologias mesmo com a maior idade. Os participantes relataram usar o celular para manter contato com os familiares e fazer contato social

Conclusões:Os idosos compreendem o que é um smartphone e um tablet, mas as vezes não possuem esses dispositivos para aprender. As dificuldades de acesso do idoso a ter um celular pode dificultar e ser uma barreira para conteúdo na internet, afetando sua forma de comunicar também com os outros

Palavras-chave: Idosos. Tecnologias. Smartphones. Tablets.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador