A DANÇA DO VENTRE COMO ADJUVANTE NO TRATAMENTO DE PACIENTES COM CÂNCER DE MAMA: UMA ANÁLISE QUALITATIVA

OLIVEIRA, Larissa Cavalli de1; FIGUEROA, Maria Cristina 3; MARIN, Angélica 3; KUSMA, Solena Ziemer2;

Resumo

Introdução:O câncer de mama é a neoplasia mais prevalente em mulheres. A experiência proporcionada pelo câncer de mama traz sentimentos de inadequação da imagem corporal e impacta a vida no âmbito social, laboral, familiar e conjugal. As pacientes sem suporte social e emocional adequados apresentam mais sintomas da doença.

Objetivo:O objetivo principal do presente estudo é avaliar, de forma qualitativa, o impacto da dança do ventre na qualidade de vida e bem estar de pacientes em tratamento oncológico para o câncer de mama.

Metodologia:Trata-se de um estudo caso-controle de caráter qualitativo. A amostra foi dividida em Grupo 1 (intervenção; n=15) e em Grupo 2 (controle; n=10). Quinze aulas semanais de dança do ventre foram realizadas com o Grupo 1. Durante esse período, três grupos focais e exames físicos detalhados foram executados. Os discursos obtidos em entrevistas individuais e em grupos focais foram separados em quatro quadros matriciais, de acordo com o conteúdo das sentenças, e analisados segundo a análise qualitativa de Bardin.

Resultados:Os principais efeitos adversos relacionados ao tratamento foram fadiga, náuseas, ganho de peso e fogachos pela menopausa química. Os discursos obtidos discorrem sobre os prejuízos do câncer de mama (afastamento das atividades laborais e sociais; alterações corporais e efeitos colaterais do tratamento; e conflitos conjugais decorrentes do processo de adoecimento), benefícios físicos e emocionais (autoestima e feminilidade) obtidos pela dança e mecanismos de superação/ enfrentamento do câncer de mama. Após as quinze aulas de dança do ventre, as pacientes relataram melhora no padrão do sono, redução da sensação dolorosa, superação da timidez, aumento da interação social e melhora do humor. Percebemos que o grupo de dança atuou como suporte e operou como estratégia de enfrentamento da doença.

Conclusões:A dança do ventre atua na restauração da autoimagem e do sentimento de feminilidade de pacientes fragilizadas pelo câncer de mama. O grupo de dança desempenha também a função de rede de apoio, pois possibilita o compartilhamento de experiências, medos e mecanismos de enfrentamento entre pacientes. Concluímos, portanto, que a dança do ventre pode ser utilizada como medida complementar, potencializadora e não farmacológica durante o tratamento do câncer de mama, na tentativa de agregar qualidade de vida e bem estar.

Palavras-chave:Câncer de mama. Dança do ventre. Feminilidade

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador