O PAPEL DO FESTIVAL DE TEATRO DE CURITIBA PARA A DEMOCRATIZAÇÃO DA ARTE TEATRAL

DUCATE, Bruno Baldo1; GONÇALVES, Adalgisa Aparecida de Oliveira2;

Resumo

Introdução:É crucial compreender a importância da presença do teatro em uma sociedade. Capaz de desenvolver e aprimorar o senso crítico, a imaginação e a sensibilidade, buscando ser uma manifestação imprescindível para o desenvolvimento humano. Como um bem cultural, é um direito de qualquer indivíduo gozar de sua expressão.

Objetivo:Esta pesquisa objetiva analisar o impacto social do maior festival de teatro do país, o Festival de Teatro de Curitiba, na comunidade curitibana, investigando em que medida o evento contribui para a democratização da arte teatral na cidade; e também verificar se ele realmente possui um caráter democrático, entender sua importância para a sociedade e discutir o papel da indústria cultural em meio à busca pela democratização dos meios artísticos.

Metodologia:Utilizando as técnicas de pesquisa bibliográfica, o trabalho foi fundamentado em materiais já realizados e partiu posteriormente para uma pesquisa de campo. Especificamente, foi realizado a partir de uma abordagem de pesquisa exploratória para que fosse possível estabelecer uma aproximação com o fenômeno que foi estudado, partindo, então, para uma abordagem explicativa, almejando detectar as condições que determinam a relação entre o público e o Festival. Foram elaborados dois questionários lançados ao público através das mídias sociais e realizadas entrevistas semiestruturadas com duas profissionais do mercado teatral que já tiveram experiências com o Festival de Curitiba, PR. O contato foi feito via e-mail.

Resultados:Apesar da alegação de um caráter democrático por parte do próprio evento, as respostas obtidas nas enquetes mostraram um número significativo de pessoas que nunca assistiram a um espetáculo, e a justificativa mais apontada foi a falta de acesso às informações sobre a programação dos espetáculos. Também foi exposto que a maioria dos participantes não considera os preços cobrados pelos ingressos das peças tão acessíveis, e, em consequência disso, muitos já desistiram de assistir à uma montagem no evento.

Conclusões:O festival busca, ano após ano, ampliar suas possibilidades para alcançar públicos cada vez mais diversos, e um dos primeiros passos para essa evolução foi a criação da mostra Fringe. Mas apesar disso, muitos desafios se encontram em meio a esse caminho, principalmente por conta dos altos preços cobrados pelos ingressos. Ainda é recorrente uma certa elitização de determinados conteúdos presentes no catálogo do evento. Sendo assim percebe-se que o Festival de Curitiba contribui para a democratização do teatro, no entanto é um caminho aberto para ampliar o acesso à cultura e à arte.

Palavras-chave: Festival de Curitiba, PR. Teatro. Teatro democrático. Indústria cultural. Democratização.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador