QUALIDADE DE VIDA: UM DOS OBJETIVOS DA MEDIAÇÃO

PENITENTE, Giovanna Scoparo1; PINTO, Simone Maria Malucelli2;

Resumo

Introdução:A presente pesquisa trata da mediação como instrumento capaz de promover com mais adequação à satisfação das partes, o que pode ser atingido através de um acordo ou não. Ainda, pretende demonstrar que a mediação, além de ser menos abrasiva às partes, também pode incentivar a sociedade a lidar com situações adversas sem a necessidade de mover a máquina judiciária, dando mais autonomia a todos.

Objetivo:O objetivo geral da pesquisa é estudar os benefícios da mediação, tanto para as partes envolvidas no conflito, quanto para a sociedade como um todo, a fim de promover a qualidade de vida. Para isso, são analisados os conceitos de qualidade de vida; mediação; o processo de mediação; os objetivos mediatos e imediatos da mediação; bem como a relação entre mediação e conquista da felicidade/melhor qualidade de vida

Metodologia:Trata-se de uma pesquisa qualitativa. Quanto à natureza, trata-se de uma pesquisa aplicada, a qual objetiva fomentar a mediação, para incentivar sua utilização. Em relação aos objetivos, trata-se de uma pesquisa exploratória, uma vez que tem como objetivo, inicialmente, proporcionar maior familiaridade com os conceitos de qualidade de vida e o procedimento da mediação, mas, também, de uma pesquisa explicativa. Sobre os procedimentos, trata-se de uma pesquisa bibliográfica, realizada a partir do levantamento de referências teóricas por meios escritos e eletrônicos, como livros, artigos científicos, páginas na web, e de uma pesquisa documental.

Resultados:O principal resultado da pesquisa foi concluir que a mediação é um método eficaz de resolução de conflito, capaz de restabelecer o diálogo entre as partes para que cheguem a melhor solução para todos. Foi encontrada uma definição final de “qualidade de vida”, como a satisfação do indivíduo em relação à resolução de seus conflitos nas mais diversas áreas da vida. Sobre a mediação restou entendido que se trata de um método de resolução de conflito em que um terceiro imparcial auxilia as partes a restabelecer o diálogo, a fim de que cheguem na melhor solução para todos. Foi verificado que a mediação não possui apenas efeitos na relação entre as partes envolvidas, viabilizando ao indivíduo resolver suas futuras mazelas sem gerar combate e tensão.

Conclusões:Cada ser humano possui diferentes identidades. Dada a individualidade de cada um, é natural o choque com o outro, gerando os conflitos. Historicamente, tais conflitos são solucionados através de métodos adversativos. Esse cenário de disputa entre partes enseja no desgaste da relação entre os envolvidos. Para tanto, foram idealizados métodos autocompositivos de resolução de conflito, conciliação e mediação. A mediação, em especial, possui valores implícitos e um de seus principais objetivos é incentivar as partes envolvidas a buscarem uma solução satisfatória a ambas. O que se espera ao final da mediação é uma modificação da pessoa perante o outro e, principalmente, perante a si mesma. Assim, quando se encara o conflito como uma oportunidade de desenvolvimento pessoal, o indivíduo tem mais possibilidades de resolução sem gerar o confronto e tensão, possuindo, consequentemente, melhor qualidade de vida.

Palavras-chave: Mediação. Qualidade de vida. Composição. Conflito. Método autocompositivo.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador