PROPAGAÇÃO DE CALOR ATRAVÉS DA TOMOGRAFIA TÉRMICA

MARTINI, João Paulo1; SOUZA, Mauren Abreu de2;

Resumo

Introdução:A glândula tireoide é responsável pela secreção de hormônios do crescimento e a regulagem do metabolismo, sendo assim, pode apresentar disfunções. Várias disfunções ocorrem de modo simultâneo à uma variação de temperatura, o que pode ser estudado por meio de imagens termográficas. As imagens térmicas correspondem a informações fisiológicas; já as imagens de ressonância magnética e tomografia computadorizada apresentam apenas informações anatômicas. Sendo assim, uma alternativa que permita a analise dessas duas modalidades de imagens de forma conjunta seria um diferencial.

Objetivo:Esse projeto tem como objetivo a criação de um modelo 3D para permitir a criação de uma malha tetraédrica utilizando como base imagens de ressonância (anatômicas) para possibilitar a realização de simulações envolvendo trocas térmicas, e por consequência a geração de um modelo 3D térmico.

Metodologia:O desenvolvimento do projeto consistiu em três partes: (1) a primeira é a segmentação das imagens de ressonância magnética (utilizando-se o software 3D Slicer) e por consequência a geração de um modelo 3D, para permitir a geração de uma malha tetraédrica posteriormente. (2) A segunda etapa foi a conversão dessa geometria 3D (após a segmentação) para um formato aceito pelo software de simulação térmica. (3) A terceira etapa é a simulação térmica propriamente dita

Resultados:Após várias tentativas por meio de métodos convencionais (tais como a ferramenta treshold), foram utilizadas ferramentas específicas (por exemplo: fill between the slices e smoothing, responsáveis pela seleção da região sob análise). Tal abordagem possibilitou uma melhor segmentação da glândula tireoide e o refinamento do modelo 3D respectivamente. A representação 3D foi comparada a imagens de atlas de anatomia, confirmando sua geometria. O modelo 3D foi então exportado para a plataforma ANSYS, responsável pelas simulações térmicas.

Conclusões:Ao final do projeto pode-se ver que a segmentação desenvolvida compara-se à geometria real de uma glândula tireoide, porém não foi possível expandir a etapa de simulações de troca térmica, sendo sugerido então uma nova etapa para o projeto tendo em foco as simulações e o desenvolvimento de novos modelos tetraédricos para todo outras estruturas da região do pescoço, envolvendo a traqueia, veias, artérias e a glândula tireoide.

Palavras-chave: Segmentação 3D. Imagens de ressonância magnética. Simulação.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador